Senado renova acordo de cooperação com outros órgãos na área de gestão de saúde

SIS participa de rede de informações que reúne diversos planos de saúde do setor público
03/12/2021 17:25

Foi renovado no início deste mês o acordo de cooperação dos programas de saúde que atendem a membros e servidores de diversos órgãos públicos em Brasília e de outros estados.

Por causa do acordo, os gestores dos planos de saúde que atendem as instituições informam aos demais sobre tabelas de preços e contratos feitos com empresas desse mercado. Ele também favorece a adesão dos mesmos prestadores de serviços, já que o grupo padroniza os critérios gerais para o credenciamento.
No Senado, um exemplo prático de como funciona essa parceria dos órgãos foi a incorporação dos credenciados do Plan-Assiste, oriundo do Ministério Público Federal, à rede de atendimento do SIS. O coordenador de atendimento e relacionamento do SIS, Geovane Resende, conta que, em casos como esse, o credenciamento acaba sendo não só mais rápido, mas também mais eficaz.
Ele lembra que a cooperação foi fundamental para que o SIS montasse sua rede credenciada própria no DF em tempo recorde. Em menos de dois anos, o plano já beira a autossuficiência em Brasília. A fórmula para isso foi, além de trazer os credenciados ligados ao Plan-Assiste, apostar em benchmarking – a prática de ouvir a experiência de quem já está há mais tempo no negócio.
Para Geovane, a renovação do acordo é, sem dúvida, um acerto na gestão da assistência à saúde de senadores e  servidores.
– Além de proporcionar qualidade no atendimento de saúde, o intercâmbio de experiências e a parceira colaboram para a sustentabilidade econômico-financeira dos programas de assistência à saúde.
Além do Senado, participam do grupo o Supremo Tribunal Federal (STF) e os três superiores (STJ, STM e TST), o Ministério Público Federal (MPF) e tribunais como o TRF1, TRT 10, TJDFT, TRE-DF. Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e o Banco Central também estão no acordo.