• 14h22 Impeachment: O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) anuncia voto favorável ao impeachment de Dilma Rousseff.
  • 14h18 Impeachment: Até agora, 49 senadores se inscreveram para fazer questionamentos à presidente afastada. Dilma Rousseff já respondeu a 10 senadores. Aécio Neves (PSDB-MG) é o 11º na lista de oradores da sessão de julgamento.
  • 14h14 Impeachment: A sessão foi reaberta pelo presidente do processo de impeachment, ministro Ricardo Lewandowski. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) é o primeiro a formular questões à presidente afastada Dilma Rousseff.
Nelson Barbosa diz que decretos de Dilma foram legais

O ex-ministro do Planejamento Nelson Barbosa foi ouvido pelo Plenário no sábado (27), como testemunha de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment.

Ex-secretário afirma que decreto de Dilma não teve impacto fiscal

Último depoente na sessão de julgamento da presidente Dilma Rousseff, na noite de sexta (26), Luiz Cláudio Costa é ex-secretário-executivo do Ministério da Educação.

Prado nega existência de crime de responsabilidade

O jurista afirmou que Dilma Rousseff não cometeu infração, porque o Congresso chancelou como lícitos comportamentos assemelhados agora considerados criminosos.

No julgamento de Dilma, Belluzzo aponta ‘despedalada’

Não houve “pedalada” fiscal no governo de Dilma Rousseff em 2015, mas “despedalada”, na opinião do professor Luiz Gonzaga Belluzzo, que foi ouvido na sexta-feira (26).

Lewandowski esclarece as regras para sessão em que presidente Dilma presta depoimento aos senadores

O ministro do STF e presidente da sessão de julgamento do processo de impeachment no Senado Federal, Ricardo Lewandowski, anunciou as regras da sessão desta segunda-feira (29), em que a presidente afastada, Dilma Rousseff prestará seu depoimento e responderá às perguntas dos senadores.

Imagens do julgamento: dia 3 | Galerias do Impeachment › | Banco de Imagens ›