Psicólogos do Senado atendem e encaminham servidores para a rede do SIS

Além do trabalho individual, o núcleo também desenvolve ações coletivas para grupos específicos. Rodas de conversa com servidores aposentados, debate sobre filmes, lives com assuntos de saúde são alguns deles.
20/01/2022 13:48

A rede credenciada diretamente pelo SIS para os pacientes de Brasília recebeu um novo grupo de clínicas, a maioria voltada para tratamentos continuados de psicologia. Conheça os novos credenciados na tabela no final da página.

No Senado, um grupo de seis psicólogos faz atendimentos voltados à saúde mental do trabalhador. De acordo com Marina Vahle, do Serviço de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida no Trabalho (SESOQVT), o núcleo atende pessoas com todos os tipos de vínculos funcionais (estagiários, jovens aprendizes, efetivos, comissionados e terceirizados) quando o assunto é o dia-a-dia do trabalho, as adaptações das equipes e o relacionamento entre as pessoas e com as chefias. Casos como assédio, abuso de poder e dificuldades na relação hierárquica também são tratados no consultório mantido pela equipe de psicólogos ou nas consultas on line.

– Nossa equipe também faz um primeiro acolhimento para questões que são de cunho mais pessoal, que não diretamente envolve o trabalho do servidor. Recebemos pessoas com problemas como depressão, ou em crise familiar, ou em luto. Nesse caso, se for necessário um tratamento de longo prazo, indicamos os profissionais da rede credenciada do SIS para o atendimento.

Ela conta que o grupo se reúne com frequência para debater cada caso (foto). De acordo com Marina, todas as linhas de abordagem psicoterapeuticas são válidas para tratamentos continuados, nos quais o paciente tem uma ou mais sessões por semana. A escolha da melhor abordagem depende do objetivo da pessoa e o do seu perfil.

– O que funciona é ela ter identificação com o tipo de terapia, e nós podemos ajudar nessa seleção. Há, por exemplo, a terapia comportamental, que é mais direta, sistemática e objetiva, porque trabalha com a análise do comportamento, com o reforço para aquela reação adequada e esperada e a rejeição da inadequada. Já a psicanálise, outra linha conhecida, explora questões mais profundas, as razões internas que levam a comportamentos, sentimentos e pensamentos muitas vezes ocultas até mesmo para o paciente. É a psicologia do divã.

Além do trabalho individual, o núcleo também desenvolve ações coletivas para grupos específicos. Rodas de conversa com servidores aposentados, debate sobre filmes, lives com assuntos de saúde são alguns deles.

Você pode conhecer melhor o trabalho do grupo de psicólogos nesta entrevista com Marina Vahle.

Conheça as novas clínicas credenciadas ao SIS: