Ronaldo Caiado diz que cobrança do Funrural gera insegurança na agropecuária

Da Redação e Da Rádio Senado | 04/04/2017, 18h27 - ATUALIZADO EM 04/04/2017, 18h41

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar constitucional a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) gerou insegurança no setor  agropecuário, e poderá levar representantes do setor às ruas em protesto.

De acordo com o senador, a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, derrubou o mercado de commodities, levando o preço da soja a cair de R$ 80 para R$ 52 e, a arroba do boi, de R$146 para cerca de R$ 122. A queda do faturamento, a exigência da cobrança de 25% ou mais da fatura bruta de cada agricultor, e a inadimplência de pecuaristas junto ao governo são fatos que poderão inviabilizar a atividade no Brasil, disse Ronaldo Caiado.

- O que nós pedimos nesta hora ao governo é que abra o diálogo para mostrar que o Ministério da Fazenda ou a Receita Federal não pode emitir cobrança sobre o setor, seja do agronegócio, e principalmente do produtor rural, porque vai promover a inviabilização completa do único setor que sobreviveu e que foi superavitário, com mais de 200 milhões de toneladas na safra 2016-2017 - disse o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)