Rose de Freitas afirma que importação café pode levar a concorrência desleal

Da Redação e Da Rádio Senado | 22/02/2017, 16h17 - ATUALIZADO EM 22/02/2017, 16h44

Em discurso nesta quarta-feira (22), a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) mostrou com preocupação com a possível concorrência desleal no mercado de café, se o governo federal retomar a ideia de importar o grão do tipo Conilon.

O Poder Executivo já havia decidido pela importação, mas houve um recuo provisório. Rose de Freitas espera que a ideia não seja retomada, uma vez que, segundo ela, a compra no mercado externo vai trazer um prejuízo muito grande aos produtores nacionais.

Rose informou que o estado do Espírito Santo é o maior produtor de café no Brasil. Junto com Minas Gerais, a safra chega a 40 milhões de sacas ao ano.

— Essa polêmica foi criada por indústrias que alegam escassez de matéria-prima desde a estiagem que prejudicou e muito os cafezais do Espírito Santo. Por outro lado, os produtores brasileiros sustentam que há uma produção suficiente para suprir e atender a demanda — esclareceu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)