Senado conclui votação de autoridades em esforço concentrado

Sob a condução do presidente Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), os senadores concluíram, nesta quinta-feira (8), em Brasília, a votação de 31 autoridades que estavam pendentes de apreciação do colegiado por conta da pandemia.
08/07/2021 21:55
Senado conclui votação de autoridades em esforço concentrado

Senado conclui votação de autoridades em esforço concentrado. Foto: Pedro Gontijo

BRASÍLIA - Sob a condução do presidente Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), os senadores concluíram, nesta quinta-feira (8), em Brasília, a votação de 31 autoridades que estavam pendentes de apreciação do colegiado por conta da pandemia. Por determinação de Pacheco, um calendário especial foi criado para possibilitar a realização de sabatinas dos indicados nas comissões e de sessões semipresenciais no Plenário da Casa. O esforço concentrado aprovou 11 diplomatas que atuarão em postos brasileiros no exterior, dois ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST), um membro para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e outro para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Também foram confirmados pelos senadores indicações para o Banco Central (BC), e novos integrantes de agências federais, como Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional do Cinema (Ancine), Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional de Mineração (ANM), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Confira os nomes de autoridades aprovados no esforço concentrado:

Instituição Fiscal Independente (IFI)

Vilma da Conceição Pinto

Embaixadores do Brasil no exterior

José Borges dos Santos Júnior – Reino da Tailândia, Reino do Camboja e República Democrática Popular do Laos;

Renan Leite Paes Barreto – República Dominicana;

Elza Moreira Marcelino de Castro – Jamaica;

Ánuar Nahes – Santa Lúcia;

Nei Futuro Bitencourt – República Togolesa;

Fernando Estellita Lins de Salvo Coimbra – Estados Unidos Mexicanos;

Mauricio Carvalho Lyrio – Comunidade da Austrália, Ilhas Salomão, Estado Independente da Papua Nova Guiné, República de Vanuatu, República Fiji e República Nauru;

José Marcos Nogueira Viana – República Gabonesa;

Tovar da Silva Nunes - Delegado Permanente em Genebra;

Rodrigo de Lima Baena Soares - Federação da Rússia e República do Uzbequistão;

Marcos Arbizu de Souza Campos - Nova Zelêndia , Estado Independente de Samoa, Tuvalu, República de Kiribati e Reino de Tonga;

 

Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP)

Otavio Luiz Rodrigues Junior

 

Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Sidney Pessoa Madruga da Silva

 

Tribunal Superior do Trabalho (TST)

Alberto Bastos Balazeiro

Amaury Rodrigues Pinto Junior

 

Superior Tribunal Militar (STM)

Cláudio Portugal de Viveiros

 

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)

Paulo Roberto Vanderlei Rebello Filho

 

Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ)

Flávia Morais Lopes Takafashi

 

Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE)

Alexandre Cordeiro Macedo

 

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

Guilherme Theo Rodrigues da Rocha Sampaio

Rafael Vitale Rodrigues

Alexandre Porto Mendes de Souza

Fábio Rogério Teixeira Dias de Almeida Carvalho

 

Agência Nacional do Cinema (ANCINE)

Tiago Mafra dos Santos

Vinicius Clay Araujo Gomes

Alex Braga Muniz

 

Agência Nacional de Mineração (ANM)

Guilherme Santana Lopes Gomes

Ronaldo Jorge da Silva Lima

 

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)

Romison Rodrigues Mota

 

Banco Central do Brasil (BC)

Fernanda Magalhães Rumenos Guardado