Ferramentas Pessoais
Acessar

Perfil do Presidente

 

O senador Eunício Lopes de Oliveira iniciou a trajetória política em 1972, no antigo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que, extinto em 1981, originou o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sua legenda até hoje. Em 1999 ele conquistou o primeiro cargo eletivo, de deputado federal, tendo sido reeleito para mais dois mandatos: de 2003 a 2007 e de 2007 a 2011. Qualificou-se para o terceiro mandato como o parlamentar mais votado no Ceará, com mais de 240 mil eleitores.
Em 2011, foi eleito senador em sufrágio que o consagrou como o político mais bem votado em toda história do Ceará, com a preferência de 2.688.833 eleitores.
Como parlamentar, o senador ocupou diversos cargos: Ministro de Estado das Comunicações, 2004; Presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, 2010/2011; Membro do Grupo da União Interparlamentar, Brasília, 2011; Presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal 2011/2012; Presidente da Comissão Especial de Reforma no Código Penal Brasileiro de 2012; Comissão Representativa do Congresso Nacional: Titular, 1999/2000.
Desde 1999 Eunício Oliveira é o Presidente Estadual do PMDB no Ceará, e já foi eleito: Membro da Executiva Nacional, 1998/2000; Primeiro-Tesoureiro da Executiva Nacional, 1998/2000; Vice-Líder do Bloco PMDB/PTN, 1999; Vice-Líder do PMDB, 1999/2001; Membro da Executiva Nacional do PMDB, 2000/2002; Primeiro-Tesoureiro da Executiva Nacional do PMDB, 2001/2002; 1º Vice Líder do PMDB, 2002/2003; Líder Nacional do PMDB na Câmara dos Deputados, Fevereiro 2003 a Janeiro 2004; Vice Líder do PMDB, 2008/2010 Primeiro Tesoureiro da Executiva Nacional do PMDB, 2010/2011.
Eunício Oliveira também foi o Líder do PMDB e da Maioria no Senado Federal entre 2013 e 2016, sendo responsável por orientar importantes votações e discussões à frente do maior bloco da Casa.
Em sua atuação parlamentar, Eunício Oliveira abraçou causas ligadas aos trabalhadores, empreendedores e aos pequenos e médios produtores rurais. Foi relator da Lei 11.322/2006, que renegociou as dívidas de 340 mil agricultores, na primeira edição, e 500 mil famílias do semiárido, na segunda versão.
O senador é autor de relatórios como o do PLC 167/2015, que permite ao microempreendedor utilizar a residência como sede da empresa, e de propostas como o PLS 656/2015, que prorroga até 2023 os incentivos fiscais para empresas com projetos nas áreas de atuação da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
Ao longo dos anos, Eunício de Oliveira recebeu diversas homenagens e condecorações. Foi apontado por dois anos consecutivos como um dos melhores parlamentares do Brasil, em um ranking feito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em colaboração com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon), publicada na revista Veja.
O peemedebista também foi escolhido como um dos dez parlamentares mais influentes do Congresso Nacional, em 2003; recebeu o Prêmio Anuário do Ceará - Deputado mais influente em Brasília, em 2009; o Prêmio Revista Fale: “30 cearenses mais influentes”, em 2010; e o Prêmio “Melhores da Política e Administradores de 2008” – Melhor Presidente de Partido, dentre outros.
Eunício Oliveira nasceu em 30 de setembro de 1952 em Lavras da Mangabeira, município situado no Centro-Sul do Ceará. Cursou economia na Universidade de Fortaleza (Unifor) e é formado em Administração de Empresas e Ciências Políticas, ambos pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (CEUB), em Brasília. É casado com Mônica Paes de Andrade Lopes de Oliveira e pai de quatro filhos.