Ferramentas Pessoais
Acessar

Assinado acordo de intercâmbio de profissionais entre Senado e governo do Distrito Federal

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado - Quarta-Feira, 6 de Março de 2013
06/03/2013 00:00

O alcance social da iniciativa e a redução de despesas para o Senado foram os dois pontos destacados hoje, durante solenidade de assinatura de termo de cooperação técnica entre o Senado Federal e o governo do Distrito Federal. O acordo prevê o intercâmbio de profissionais, a partir do encerramento do atendimento ambulatorial da Secretaria de Assistência Médica e Social do Senado. O presidente Renan Calheiros reafirmou seu compromisso com 4 eixos de atuação de sua gestão, entre eles, a racionalização e redução do "gigantismo" da Casa, com economia inicial anunciada de R$ 260 milhões. O governador Agnelo Queiroz enfatizou a qualificação dos profissionais do Senado e seu "altíssimo nível", com "grande repercussão" no atendimento à comunidade, na área prioritária e de maior carência, a saúde pública. Segundo ele, são cerca de 7,5 milhões de consultas/ano, alcançando sobretudo a população mais carente e exigindo esforço "gigantesco" no atendimento.

Numa via de duas mãos, o Senado receberá, de acordo com o presidente Renan, profissionais de informática, gestão pública e manutenção predial. O intercâmbio foi a forma encontrada para que a medida de redução de custos não parecesse uma "punição" dos "criteriosos profissionais" da Casa, alguns deles recém- contratados por concurso público, explicou o presidente Renan. Disponibilizados para o GDF – segundo a Secretaria de Saúde do governo, neste primeiro momento, serão absorvidos 28 médicos especialistas – os servidores reforçarão o atendimento público, no âmbito do SUS, enquanto o Senado cumpre o compromisso de acabar com "privilégios", "redundâncias", "superposições", nas palavras de Renan. Caracterizava-se uma "redundância", acrescentou, a convivência entre o plano de Saúde da Casa – "nosso compromisso é de fortalecê-lo" – e o atendimento ambulatorial da Sans.

O presidente Renan informou também que a cessão de equipamentos para a rede pública – alguns deles modernos - não será fracionada, de forma que uma única unidade de saúde os receba, com melhor impacto no atendimento da comunidade, e caracterizando a ajuda do Senado Federal à população. Na próxima semana, prosseguiu, outra reunião da Mesa Diretora anunciará o "segundo passo". Serão medidas na mesma linha, com a mesma filosofia de contenção de despesas e de fazer com que o Senado "faça mais, com menos", reforçou.

Também presentes à solenidade, o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO), Vital do Rego (PMDB-PB) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES); a diretora-geral do Senado, Dóris Peixoto; além do secretário de Saúde, Rafael Barbosa, e o secretário de governo, Gustavo Ponce de Léon de Soriano Lago, ambos do DF.

Tags: presidente; Senado; Federal; Renan; Calheiros; Presidência; senador; GDF; Saúde; profissionais; servidores; acordo; cooperação técnica; redução; despesas;

Resumo do Acordo de Cooperação Técnica

 

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado