Ferramentas Pessoais
Acessar

Onyx Lorenzoni visita Davi em busca de diálogo com o Congresso

Davi Alcolumbre concorda que a vinda do ministro representa um gesto do governo na busca do entendimento, do diálogo e da pacificação.
27/03/2019 21:15
Onyx Lorenzoni visita Davi em busca de diálogo com o Congresso

Onyx Lorenzoni visita Davi em busca de diálogo com o Congresso. Foto: Marcos Brandão

Nesta quarta-feira (27), o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fez uma visita ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), acompanhado de outros senadores, a fim de pacificar as divergências que têm surgido nas discussões que envolvem as matérias enviadas pelo Executivo ao Congresso Nacional, como a reforma da previdência e o pacote anticrime. Davi Alcolumbre concorda que a vinda do ministro representa um gesto do governo na busca do entendimento, do diálogo e da pacificação.

“Um gesto de grandeza, um gesto de altivez e um gesto de responsabilidade com o Brasil. As instituições precisam conversar, o Parlamento está aqui entusiasmado em ajudar o Brasil, em apoiar as reformas que são importantes, não para este governo, mas para 200 milhões de brasileiros que aguardam esse sinal claro do Parlamento em respeito a esse equilíbrio fiscal, a essa diminuição das desigualdades, a darmos condições do Estado brasileiro dar a sua manutenção e o seu equilíbrio”, afirmou o presidente do Senado.

“Saio daqui com a certeza de que o Senado Federal, que é a Casa da moderação, não só compreendeu o gesto como fizemos um pacto de que, a cada mês, o governo, evidentemente, que receberá os senadores, os líderes, mas, a cada mês, nós estaremos aqui, por um período de um turno do dia, para poder fazer o atendimento a cada um dos líderes, a cada um dos senadores, nesse necessário diálogo que nós precisamos aprofundar”, declarou Onyx Lorenzoni.

O ministro adiantou que, a partir da próxima quinta-feira, quando volta da viagem à Israel, o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai receber no Palácio do Planalto os presidentes e líderes partidários. Onyx disse que dirigentes de cinco partidos já aceitaram o convite: PRB, o PSDB, o MDB, o PP e o DEM, e completou que a agenda está sendo ajustada para receber os demais.