Ferramentas Pessoais
Acessar

Delegação de parlamentares franceses visita o presidente do Senado

Além de estreitar os laços políticos e diplomáticos, a visita oficial representa um reforço no aprimoramento das relações bilaterais econômicas, sociais e de amizade.
11/04/2019 20:20
Delegação de parlamentares franceses visita o presidente do Senado

Delegação de parlamentares franceses visita o presidente do Senado. Foto: Jonas Pereira

Nesta quinta-feira, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), recebeu parlamentares franceses do Grupo de Amizade França Brasil, chefiados pela deputada Anne Blanc, presidente do colegiado. Além de estreitar os laços políticos e diplomáticos, a visita oficial representa um reforço no aprimoramento das relações bilaterais econômicas, sociais e de amizade. O Amapá tem cerca de 700 quilômetros de fronteira com a França por meio da Guiana Francesa.

“A presidência do Senado tem a oportunidade histórica para o Brasil, para o Amapá e para a França de ter a frente do Congresso Nacional um parlamentar amapaense, o único estado do Brasil que faz fronteira com a França. Por isso, temos uma missão ainda maior de aproximarmos os laços do Congresso Nacional, do Brasil, do Amapá, da Guiana Francesa e da França”, afirmou Davi.

“Os nossos laços são ancestrais, são fortes, são carregados de história. Hoje em dia, são, também, laços econômicos muito importantes. Além disso, a cultura brasileira se espalhou pelo mundo e, em particular, na França. A longa fronteira que há entre o Amapá e a Guiana Francesa é a maior fronteira do território francês”, destacou a deputada Anne Blanc.

Também participaram da visita, o embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet; o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP); o presidente do Grupo de Amizade Brasil França, deputado Vinicius Carvalho (PRB-SP); e a prefeita Maria Orlanda, de Oiapoque, município brasileiro onde está a ponte binacional que que liga o Brasil, a Saint-Georges, na Guiana Francesa.

“Confiamos nas nossas responsabilidades em construirmos as pontes culturais, sociais e comercias que unem os nossos povos, assim como construímos a ponte que liga o Brasil com a Europa. Aquela ponte, em definitivo, nos uniu. E nós temos o potencial de tornar ainda mais fortes os caminhos que nos aproximam”, enfatizou o presidente do Senado.