Ferramentas Pessoais
Acessar

Davi diz que Senado vai liderar mudanças no pacto federativo

Durante o encontro, ficou decidido que o Senado vai liderar o processo de reformulação do pacto federativo, que corresponde ao conjunto de regras que define as relações políticas, sociais e econômica entre a União e os entes federados.
17/04/2019 16:55
Davi diz que Senado vai liderar mudanças no pacto federativo

Davi diz que Senado vai liderar mudanças no pacto federativo. Foto: Marcos Brandão

Nesta quarta-feira (17), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), recebeu o ministro da Economia, Paulo Guedes, na residência oficial. Durante o encontro, ficou decidido que o Senado vai liderar o processo de reformulação do pacto federativo, que corresponde ao conjunto de regras que define as relações políticas, sociais e econômica entre a União e os entes federados.

“A repartição dos recursos é fundamental para os estados e para os municípios e o Senado está lisonjeado em pilotar um processo de distribuição dos recursos. Nós iremos fazer, a partir da próxima semana, criando grupos temáticos para rediscutir, aprofundar essa discussão e apresentar para a sociedade brasileira com o apoio do governo, diga-se de passagem, essa nova repartição dos recursos públicos”, disse Davi.

“O dinheiro tem que ir onde o povo está. O povo vive nos municípios e nos estados. O povo não vive em Brasília. Brasília é onde nós tomamos as decisões de descentralizar esses recursos, mas a execução tem que voltar. E isso vai devolver o protagonismo à classe política. A classe política tem que comandar essa alocação de recursos”, afirmou Paulo Guedes.

O presidente do Senado ainda defendeu a continuidade do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Segundo Davi Alcolumbre, algumas obras do programa estão sendo paralisadas em diversos estados por falta de repasse do governo federal.

“Além de melhorar a vida das pessoas, dando uma habitação para elas, a gente continua com o setor da construção civil aquecido e fazendo com que a gente possa dar uma resposta ao que as pessoas querem. Os brasileiros querem uma economia forte, vibrante, e querem emprego”, destacou o presidente.

Também participaram da reunião, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, além dos senadores Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Sérgio Petecão (PSD-AC), Chico Rodrigues (DEM-RR), Márcio Bittar (MDB-AC), Eduardo Gomes (MDB-TO), Izalci Lucas (PSDB-DF), Elmano Férrer (Pode-PI), e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que é líder do governo no Senado.