Ferramentas Pessoais
Acessar

Davi busca entendimento com partidos para distribuição das comissões permanentes

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), concedeu entrevista na tarde desta segunda-feira (11) e disse buscar entendimento com partidos para atender todas as representações na distribuição das comissões permanentes da Casa.
11/02/2019 19:45

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), concedeu entrevista na tarde desta segunda-feira (11) e disse buscar entendimento com partidos para atender todas as representações na distribuição das comissões permanentes da Casa. Segundo Davi, há um último ajuste sendo feito com o Partido Republicano Brasileiro (PRB) e o Partido Social Cristão (PSC), que possuem apenas um senador, para tentar contemplar com essas representações com a presidência e vice-presidência de alguma comissão.

“Estão bem encaminhadas: a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), para o Movimento Democrático Brasileiro (MDB); a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), para o Partido Social Democrático (PSD); a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), para o Democratas; e a Comissão de Assuntos Sociais (CAS), para o Podemos. Na Reunião de Líderes, nós sairíamos com uma definição já que temos esse impasse com relação a esses dois senadores, os quais cada um representa um partido”, explicou Davi.

Pauta de votações

Questionado sobre a pauta de votações do Plenário do Senado, Davi respondeu que quer dividir a responsabilidade de presidir a Casa com todos os senadores. O presidente do Senado pediu um levantamento à Secretaria-Geral da Mesa, o qual aponta mais de 120 projetos, de áreas e temas variados, prontos para serem analisados.

“A gente fez uma minuta para apresentar aos líderes amanhã, uma relação de 30 matérias, para tentarmos pautar dez, além dos acordos internacionais que naturalmente vão ser pautados, e dessa forma podermos votar algumas matérias importantes a partir da decisão dos líderes”, disse.

Davi vai propor na Reunião de Líderes de amanhã (12) uma nova rotina de conversa junto com as consultorias e assessorias parlamentares, para estudarem, juntamente com a Presidência do Senado, a pauta da semana seguinte.

“Acatando uma proposta do senador Reguffe (sem partido-DF) e do senador Tasso Jereisaati (PSDB-CE), vamos apresentar para a sociedade uma pauta prévia para que os senadores possam se preparar para votar as matérias importantes”, finalizou Davi.