Ferramentas Pessoais
Acessar

Renan Calheiros recebe visita da nova diretoria da Frente Nacional dos Prefeitos

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado - Terça-feira, 14 de Maio de 2013
14/05/2013 00:00

"Um grande parceiro dos municípios". Esta foi a declaração do presidente da Frente Nacional dos Prefeitos – FNP, José Fortunati, sobre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Fortunati, que é prefeito de Porto Alegre, assumiu recentemente a presidência da FNP e visitou o senador Renan Calheiros, nesta terça-feira (14), acompanhado de outros doze prefeitos de municípios e capitais, para apresentar a nova diretoria e as prioridades da entidade nesta gestão.

"São três pontos principais: os precatórios, a judicialização da política e a carência de médicos nas prefeituras das pequenas e médias cidades e nas periferia das grandes cidades ", disse Fortunati. Para suprir essa carência, a FNP defende a importação de médicos para o Brasil. Segundo ele, na Inglaterra, 37% dos médicos são estrangeiros, 25% nos EUA, e no Brasil, apenas 1% dos médicos vem de outros países. "Lançamos a campanha ‘Cadê o Médico?’ para suprir a carência de profissionais, principalmente entre a população menos favorecida".

O presidente da FNP destacou, ainda, a importância da aproximação dos municípios com o Congresso Nacional. "Ao longo do tempo temos sido tratados como o patinho feito do Pacto Federativo e nós queremos mostrar que é nas cidades que o cidadão vive, trabalha e busca soluções para os seus problemas. Por isso, a União não pode tratar os municípios de forma desigual. Um tratamento igual aos dos estados é fundamental para que os municípios possam oferecer as melhores políticas públicas aos seus cidadãos", afirmou.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), colocou-se à disposição para ajudar os prefeitos no que for necessário para colocar em pauta projetos que beneficiem o cidadão brasileiro. "Vamos manter sempre esse canal de comunicação com os prefeitos. Essa relação é muito importante, pois aqui são votadas as leis que mudam a vida das pessoas e que definem, muitas vezes, como as prefeituras devem se relacionar com esses cidadãos", ressaltou.

 

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado