Renan anuncia prioridade na votação de projetos que combatem o câncer da mama

Ele assumiu o compromisso na cerimônia de adesão do Congresso Nacional às ações do movimento Outubro Rosa, nesta terça-feira (1).
01/10/2013 13:40
Renan anuncia prioridade na votação de projetos que combatem o câncer da mama

Renan anuncia prioridade na votação de projetos que combatem o câncer da mama em outubro - Foto: Marcos Oliveira

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou que vai dar prioridade em outubro para a votação dos projetos que tratam do combate ao câncer de mama. Ele assumiu o compromisso na cerimônia de adesão do Congresso Nacional às ações do movimento Outubro Rosa, nesta terça-feira (1). “Segundo os dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, o índice de novos casos de câncer de mama no nosso país passou de 75% em 1975 para quase 89% em 2012. Para 2013, infelizmente, são esperadas 52.680 novas ocorrências, conforme estimativa do Instituto Nacional de Câncer.”, lamentou Renan.

No discurso, Renan Calheiros demonstrou preocupação com os índices desse grave problema de saúde, segunda causa de morte entre as mulheres, depois dos problemas cardiovasculares. Dentre as propostas que vão ser priorizadas estão o PLS 406/2011, que prevê o acesso às políticas de prevenção, detecção e tratamento do câncer de mama por mulheres portadoras de deficiência e o PLS 352/2011, já aprovado na Câmara e devolvido ao Senado, que determina a inclusão de medicamento de uso oral contra o câncer nas coberturas obrigatórias dos planos de saúde para permitir tratamento em casa. Ambos são de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS).

O movimento Outubro Rosa surgiu nos Estados Unidos em 1985 e chegou ao Brasil em 1987 com o objetivo de chamar a atenção da sociedade às ações de prevenção e combate ao câncer de mama e colo uterino. O presidente Renan Calheiros ressaltou a iniciativa e disse esperar que uma das ações do Senado, a de exibir a iluminação cor-de-rosa da fachada do Congresso durante todo o mês de outubro “além de servir como um alerta para a que a população se conscientize da importância do diagnóstico precoce, seja também uma fonte de luz a nos guiar para conseguir diminuir cada vez mais o sofrimento de tantas pessoas atingidas pelo câncer de mama.”