Renan Calheiros anuncia a instalação da Comissão Senado do Futuro

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na tarde desta terça-feira (27), a instalação da Comissão Senado do Futuro (PRS 25/2013) para a quarta-feira da próxima semana, 4 de setembro.
27/08/2013 18:45
Renan Calheiros anuncia a instalação da Comissão Senado do Futuro

Renan anuncia a instalação da Comissão Senado do Futuro

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na tarde desta terça-feira (27), a instalação da Comissão Senado do Futuro (PRS 25/2013) para a quarta-feira da próxima semana, 4 de setembro. A comissão, que será presidida pelo senador Luiz Henrique (PMDB-SC) e terá como relator Cristovam Buarque (PDT-DF). Farão também parte do colegiado os senadores Ricardo Ferraço (PMDB-ES), Ana Amélia (PP-RS), Cyro Miranda (PSDB-GO), Wilder Morais (DEM-GO), Blairo Maggi (PR-MT), Eduardo Amorim (PSC-SC), Paulo Paim (PT-RS) e Humberto Costa (PT-PE).

A proposta da comissão será discutir com a sociedade organizada, além de renomados especialistas e pensadores, alternativas que efetivamente contribuam para melhorar as instituições brasileiras, considerando a trajetória futura dessas instituições. Renan Calheiros afirmou que a comissão terá a incumbência de “promover discussões sobre grandes temas brasileiros, assim como o futuro do país, bem como aprimorar a atuação do Senado nessa questão”.

Entre os desdobramentos da proposta de criação da comissão estão discussões sobre cidadania e novas formas de relações sociais, governança global, geopolítica e conflitos; democracia, representação política e novos arranjos político-institucionais; paradigmas futuros da economia; fronteiras da ciência, educação, conhecimento e informação; exploração do espaço e novas fronteiras do universo; tecnologias e enfrentamentos dos problemas sociais; evolução do Direito, moral, ética, religião e comportamento humano; o futuro da arte e da cultura; meio ambiente, recursos naturais, energia e escassez.

Na justificativa de instituição da comissão é apontada a experiência do Parlamento do Chile, que tem uma comissão permanente, formada por sete senadores, denominada Desafios do Futuro, dedicada a pensar cenários de longo prazo nas áreas de ciência, tecnologia, humanidades e cidadania.