Ferramentas Pessoais
Acessar

Para Renan, Joaquim Barbosa falou sobre o Congresso como "professor"

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado - Terça-feira, 21 de Maio de 2013
21/05/2013 00:00

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comentou na chegada ao Senado, nesta terça-feira (21), sobre declaração do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, durante aula na Universidade de Brasília, segundo a qual o Congresso estava dominado pelo Poder Executivo. Para Renan Calheiros, Joaquim Barbosa falou como acadêmico e não como presidente do Poder Judiciário.
"Com certeza não falou ali o chefe do Poder. É provável que tenha falado o professor. De todo o modo, a declaração não colabora com o fortalecimento das instituições", disse o presidente do Senado.

Indagado por jornalistas se manterá o prazo mínimo de sete dias para o Senado apreciar medidas provisórias, o presidente Renan foi taxativo: a Câmara tem tempo suficiente para votar as MPs e respeitar a decisão do Senado.

"A próxima medida a expirar será no dia 3 de junho. O que significa dizer que a Câmara tem tempo suficiente para votar e enviar ao Senado as medidas provisórias com mais de sete dias de validade. É um compromisso fundamental assumido com a Casa e com o país. Não há como não seguir esta regra estabelecida com o Plenário do Senado", afirmou Renan Calheiros.

 

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado