Ferramentas Pessoais
Acessar

Entidades pedem mudança na MP que cria o Programa Mais Médicos

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado
08/08/2013 17:05

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu, nesta quinta feira (8), a visita do presidente da Associação Médica do Brasil, Florentino Cardoso; do presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira; e de Roberto Luiz d´Avila, presidente do Conselho Federal de Medicina.

Acompanhados do senador Paulo Davin (PV-RN), eles vieram pedir a Renan mudanças na Medida Provisória 621/2013, que cria o programa Mais Médicos do governo federal. Ao presidente do Senado, os médicos disseram que não foram ouvidos sobre as mudanças promovidas na MP, que atingem diretamente a categoria. Eles criticaram duramente as modificações referentes à residência médica e também alegaram que a medida do governo desrespeita direitos trabalhistas.

Veto Ato Médico

Outra reivindicação entregue ao presidente do Senado foi a derrubada de vetos feitos pela presidente Dilma Rousseff na Lei do Ato Médico. O projeto tramitou por 12 anos no Congresso, antes de ir à sanção. Renan Calheiros tranquilizou os médicos e garantiu que o Senado está aberto a ouvir as entidades médicas para aperfeiçoar o texto da medida provisória. “Já manifestei meu pensamento de que o médico deve ter o direito de escolher se quer trabalhar na iniciativa privada ou na área pública. Não tenham dúvidas, o processo legislativo é democrático e as portas do Congresso estão abertas ao diálogo com vocês”, afirmou Renan.