29/03/2021
Pesquisa: coronavírus
Para brasileiros, vacinação vai ser mais rápida com a possibilidade de estados, municípios e empresas comprarem vacinas

No início de março, a lei que permite a compra de vacinas por estados, municípios e empresas privadas foi aprovada pelo Parlamento e sancionada pelo governo federal. Metade da população afirma saber sobre a lei e a maioria acha muito importante que os outros entes federativos (88%) e o setor privado (81%) também possam adquirir vacinas, além do governo federal. Com essa medida, 84% dos brasileiros acreditam que o processo de vacinação da população vai ser mais rápido.

 

 

 

 

Brasileiros apoiam medidas de restrição para combater a Covid-19

As medidas tomadas por governos estaduais para diminuir a disseminação do coronavírus têm o apoio da população. Para 78% dos brasileiros, a circulação de pessoas em locais públicos deve ser restringida no atual momento da pandemia. Dentre esses, 51% acham que a restrição deve ser durante o dia todo, medida conhecida como lockdown. Para outros 45%, a restrição deve ser menos rígida, durante apenas parte do dia. Dessa maneira, observa-se que não há consenso entre a população sobre quão ampla, em termos de período do dia, deve ser a restrição.

 

 

 

Já as limitações ao comércio têm apoio de 54% da população. Nesse grupo, as opiniões também se dividem: 51% defendem o fechamento parcial, durante apenas algumas horas do dia e 47% apoiam o fechamento total do comércio durante o dia todo.

 

 

 

A maioria dos brasileiros também acha que restrições devem ser impostas ao funcionamento de escolas (72%) e igrejas (61%).

 

 

 

Perguntados sobre a eficiência dessas medidas, mais da metade dos brasileiros afirmam que impor restrições ao funcionamento de estabelecimentos e à circulação de pessoas vai ajudar muito no combate à pandemia.

 

 

 

Metodologia

Nos dias 18 e 19 de março, foram entrevistados por telefone 1.000 brasileiros de 16 anos ou mais, em amostra representativa da opinião da população brasileira.

As amostras do DataSenado são totalmente probabilísticas. Nas entrevistas, são feitas perguntas que permitem estimar a margem de erro para cada um dos resultados aqui divulgados, calculados com nível de confiança de 95% (Anexo 1 do relatório completo). Dessa forma, não existe uma única margem de erro para toda a pesquisa (aproximação usual em pesquisas que não são totalmente probabilísticas). As entrevistas foram distribuídas por todas as unidades da Federação, por meio de ligações para telefones fixos e móveis, com alocação proporcional à população de cada UF.

 

Para acessar os resultados na íntegra, clique em "Download completo da pesquisa".