Calendário internacional da cultura negra

JaneiroFevereiro - Março - Abril - Maio - Junho

JulhoAgosto - Setembro - Outubro - Novembro - Dezembro

 

Fonte: Fundação Palmares - https://www.palmares.gov.br/?p=8766 - consultado em 15/11/2021 às 21h00.

 

JANEIRO

Dia 02

– Fundada a Irmandade do Rosário dos Homens Pretos. São Paulo/SP (1711).

– Morre Mônica Veyrac, a primeira diplomata negra da história do Itamaraty. Costa Rica (1985).

Dia 06

– Lançado o jornal O Clarim da Alvorada, um dos poucos a refletirem a inquietação da população negra no Brasil. Matão/SP (1924).

Dia 09

– Promulgada a Lei Federal Nº 10.639, que rege a obrigatoriedade do ensino da história afro-brasileira na rede oficial de ensino (2003).

Dia 13

– Nasce André Rebouças, engenheiro, professor universitário e grande abolicionista. Cachoeira/BA (1838).

Dia 15

– Nasce Marthin Luther King, pastor norte-americano que lutou pela igualdade racial. Atlanta/Georgia (1929).

Dia 25

– Acontece a Revolta dos Malês, rebelião contra o escravismo e a imposição da religião católica. Salvador/BA (1835).

Dia 29

– Morre José do Patrocínio, jornalista e ativista da causa abolicionista. Rio de Janeiro/RJ (1905).

Dia 31

– Tombamento da Serra da Barriga, berço da resistência negra, onde nasceu o Quilombo dos Palmares e viveu seu maior líder, Zumbi dos Palmares. União dos Palmares/AL (1986).

 

FEVEREIRO

Dia 01

– Nasce Lélia González, antropóloga, filósofa, intelectual e militante da causa negra. Bebedouro/MG (1935).

Dia 02

– Plenário da Constituinte aprova a emenda de autoria do deputado federal Carlos Alberto Caó Oliveira, estabelecendo o racismo como crime inafiançável e imprescritível (1988).

Dia 07

– Nasce Clementina Jesus da Silva, sambista e ícone da luta contra a discriminação racial. Valença/RJ (1902).

Dia 10

– Nasce a Yalorixá Mãe Menininha do Gantois, ícone da luta contra a intolerância religiosa. Salvador/BA (1894).

Dia 12

– Nasce Arlindo Veigas dos Santos, acadêmico e primeiro presidente da Frente Negra Brasileira (FNB). Itu/SP (1902).

Dia 18

– Fundado o Afoxé Filhos de Gandhi, agremiação carnavalesca de maioria negra. Salvador/BA (1949).

Dia 19

– Realizado o primeiro Congresso Pan-Africano. Paris/França (1919).

Dia 21

– Morre Malcom X, um dos grandes defensores dos direitos afro-americanos. Nova Iorque (1965).

 

MARÇO

Dia 19

– Acontece a Revolta do Queimado, principal movimento de luta contra a escravidão do estado do Espírito Santo/ES (1849).

Dia 21

– Dia Internacional de Luta contra a Discriminação Racial. O dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em memória das vítimas do massacre de Shapevile, África do Sul.

 

ABRIL

Dia 01

– Acontece o Primeiro Festival Mundial das Artes Negras. Dakar/Senegal (1966).

– Criação do Partido dos Panteras Negras. EUA (1967).

Dia 04

– Morre Marthin Luther King, ativista e Prêmio Nobel da Paz, assassinado minutos antes de uma marcha em favor dos direitos dos negros. Memphis/EUA (1968).

Dia 05

– Nasce Vicente Ferreira Pastinha, o “Mestre Pastinha”, capoeirista e ícone da cultura afro-brasileira. Salvador/BA (1889).

Dia 25

– Criado o bloco afro Olodum. Salvador/BA (1979).

Dia 26

– Nasce Benedita Silva, primeira mulher negra a ocupar um cargo de governadora. Praia do Pinto/RJ (1942).

 

MAIO

Dia 02

– Nasce Ataulfo Alves, grande cantor e compositor negro. Miraí/MG (1909).

Dia 03

– Nasce Milton Santos, grande geógrafo negro. Macaúba/BA (1933).

Dia 13

– A Lei Áurea extingue oficialmente a escravidão no Brasil. Mas a data é considerada pelo Movimento Negro como uma “mentira cívica”, sendo caracterizada como Dia de Reflexão e Luta contra a Discriminação (1888).

– Nasce Lima Barreto, escritor, jornalista e militante da causa negra. Rio de Janeiro/RJ (1881).

Dia 14

– Líderes da Revolta dos Malês são fuzilados. Campo da Pólvora, Salvador/BA (1835).

Dia 18

– Criado o Conselho Nacional de Mulheres Negras. Rio de Janeiro/RJ (1950).

Dia 19

– Nasce Malcom X, um dos maiores defensores dos direitos dos negros nos Estados Unidos. Omaha/Nebrasca (1925).

 

JUNHO

Dia 06

– Morre o jamaicano Marcus Garvey, mentor do Pan-africanismo. Londres (1940).

Dia 21

– Nasce Luiz Gonzaga Pinto da Gama, escritor, jornalista e um dos ícones da luta pela afirmação da identidade negra. Salvador/BA (1830).

Dia 24

– Nasce João Candido, líder da Revolta da Chibata, conhecido como Almirante Negro. Rio Pardo/RS (1880).

 

JULHO

Dia 01

– Fundado o Clube Negro de Cultura Social. São Paulo/SP (1932).

Dia 03

– É aprovada a Lei Afonso Arinos (nº 1390), estabelecendo a discriminação racial como contravenção penal (1951).

Dia 07

– Fundado o Movimento Negro Unificado Contra a Discriminação Racial (MNUCDR). São Paulo/SP (1978).

Dia 11

– Nasce Antonieta de Barros, primeira deputada negra brasileira. Florianópolis/RS (1902).

Dia 15

– Acontece a Primeira Conferência sobre a Mulher Negra nas Américas. Equador (1984).

Dia 18

– Nasce Nelson Mandela, líder negro que lutou conta o regime do Apartheid na África do Sul (1918).

Dia 21

Nasce Luís Gama, o abolicionista (1830)

Dia 24

– Nasce Francisco Solano Trindade, poeta. Recife/PE (1908).

Dia 25

– Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha

 

AGOSTO

Dia 03

– Dia da Capoeira e do Capoeirista

Dia 12

- Registrado o primeiro ato de escravidão por Portugal em Lagos/Nigéria (1444).

– Acontece a Revolta dos Alfaiates, também conhecida como Revolta dos Búzios. Manifesto dos conjurados baianos protesta contra os impostos e a escravidão e exige independência e liberdade. Bahia/BA (1798).

Dia 14

– Morre a Yalorixá Mãe Menininha do Gantois, ícone da luta contra a intolerância religiosa. Salvador/BA (1986).

Dia 22

– Criada, por meio da Lei nº 7.668, a Fundação Cultural Palmares, instituição pública vinculada ao Ministério da Cultura que tem como principal atribuição promover a valorização da cultura negra (1988).

Dia 23

– Nasce José Correia Leite, ativista da imprensa negra e fundador do jornal O Clarim da Alvorada. São Paulo/SP (1900).

– Dia Internacional da Memória do Trafico Negreiro. Escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1791, a data marca a primeira vitória decisiva dos escravos contra seus opressores na história da humanidade.

Dia 24

– Acontece o Primeiro Congresso de Cultura Negra das Américas. Colômbia (1977).

– Morre o abolicionista Luís Gama. São Paulo/SP (1882).

Dia 28

– Acontece a Primeira Marcha de Negros sobre Washington, em favor dos direitos civis. Estados Unidos da América (1963).

Dia 31

– Realizada a I Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Formas Correlatas de Intolerância. Durban/África do Sul (2001).

 

SETEMBRO

Dia 04

– Promulgada a lei Euzébio de Queiroz, extinguindo o tráfico de escravos no Brasil (1850).

Dia 12

– Morre o líder sul-africano, Steve Biko, idealizador do movimento pela consciência negra. Cidade do Cabo/África do Sul (1977).

Dia 14

– Fundado o jornal O Homem de Cor, o primeiro periódico dedicado à causa negra da imprensa brasileira (1833).

Dia 16

– Fundada a Frente Negra Brasileira, primeira agremiação política composta por afro-descendentes. São Paulo/SP (1931).

Dia 28

– Aprovada a Lei do Ventre Livre, que declarava livre os filhos das escravas que nascessem após essa data (1871).

– Assinada a Lei do Sexagenário, garantindo a liberdade aos escravos com mais de 60 anos de idade (1885).

 

OUTUBRO

Dia 01

– Fundado o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAFRO). São Paulo/SP (1980).

Dia 07

– Dia de Nossa Senhora do Rosário, patrona dos negros.

Dia 10

– Morre Francisco Lucrécio, Secretário da Frente Negra Brasileira, em São Paulo (2001).

Dia 11

– Nasce Agenor de Oliveira, o Cartola. Cantor e compositor negro, figura entre os maiores representantes da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro/RJ (1908).

Dia 12

– Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, considerada protetora dos negros. São Paulo/SP (1717).

Dia 13

– Criação do Teatro Experimental do Negro (TEN). Rio de Janeiro /RJ (1944)

Dia 15

– Nasce Grande Otelo, ator de cinema e TV e um dos ícones da cultura negra. Rio de Janeiro/RJ (1915).

Dia 24

– Morre Rosa Parks, líder do Movimento dos Direitos Humanos. América do Norte/EUA (2005).

 

NOVEMBRO

Dia 01

– Criado o bloco afro Ilê Aiyê, uma das primeiras agremiações carnavalescas a agregar negros no Brasil. Salvador/BA (1974).

Dia 10

– Retrocesso: Governo Médici proíbe a imprensa de publicar notícias sobre índios, Esquadrão da Morte, guerrilha, movimento negro e discriminação racial (1969).

Dia 19

– Nasce Paulo Lauro, que viria a ser o primeiro prefeito negro de São Paulo/SP (1907).

– Retrocesso: Rui Barbosa manda queimar todos os papéis, livros de matrícula e registros fiscais relativos à escravidão existentes no Ministério da Fazenda (1890).

– Lançado o primeiro volume de Cadernos Negros. São Paulo/SP (1978).

Dia 20

– Dia Nacional da Consciência Negra.

– Morre Zumbi dos Palmares, principal representante da resistência negra à escravidão e líder do Quilombo dos Palmares. Alagoas/AL (1695).

Dia 22

– Revolta da Chibata. Rebelião liderada por João Candido, o “Almirante Negro”, contra os maltratos sofridos na Marinha Mercante. Rio de Janeiro/RJ (1910).

Dia 24

– A Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura (Unesco) reconhece o Samba do Recôncavo Baiano como Patrimônio da Humanidade. (2005).

Dia 25

– Dia Nacional das Baianas.

 

DEZEMBRO

Dia 01

– O ofício da Baiana do Acarajé é tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como Patrimônio Nacional (2004).

Dia 02

– Dia Nacional do Samba, uma das principais vertentes artísticas da cultura negra.

Dia 05

– Retrocesso: Constituição proíbe negros e leprosos de frequentar escolas públicas no Brasil (1824).

Dia 10

– Aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU) a Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948).

Dia 20

– Lei nº 7437/85 Estabelece como contravenção penal o tratamento discriminatório no mercado de trabalho, por motivo de raça/cor (1985).