Escola de Governo do Senado/ILB celebra formatura da pós em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo

A cerimônia contou coma participação do diretor-executivo do Interlegis/ILB, Márcio Coimbra, e do diretor da Escola Judiciária do TSE, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.
28/04/2021 10:25

 

Em cerimônia virtual, com transmissão ao vivo pelo canal do Interlegis no Youtube, a Escola de Governo do Senado/ILB comemorou a formatura da primeira turma do curso de pós-graduação em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo, em parceria com a Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (EJE/TSE).

Na abertura da solenidade, o diretor-executivo do ILB/Interlegis, Márcio Coimbra, ressaltou a importância do diálogo entre Legislativo e Judiciário.


Para o diretor da Escola Judiciária do TSE, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, os alunos serão formadores de opinião.

— Os formandos desta primeira turma levarão aos quatro ventos um saber nada trivial, nada vulgar. A educação em matéria eleitoral se reveste de importância ainda maior, porque define claramente a qualidade da democracia que se deseja praticar — analisou o ministro.

O curso, que teve início em 2018 com aulas presenciais, teve de passar por adequações devido à pandemia da covid-19. De acordo com a coordenadora pedagógica, Dalva Moura, o processo de orientação e de elaboração dos trabalhos de conclusão de curso foi feito de forma remota, assim como as reuniões das bancas avaliadoras.

— A luta foi grande, as adaptações maiores ainda, mas houve a colaboração de todos: equipe acadêmica, alunos, professores, orientadores e, principalmente, dos membros do Comitê Científico-pedagógico do ILB e da diretoria da Escola Judiciária — ressaltou.

Representando a turma, a formanda Mariza Alves falou sobre a alegria de ter concluído o curso com temática relevante para o país.

— Agradeço por essa parceria tão feliz e produtiva, entre o Senado e o TSE, em prol do sistema eleitoral, do Poder Legislativo e do fortalecimento da democracia — disse a aluna.

Em cerimônia virtual, com transmissão ao vivo pelo canal do Interlegis no Youtube, a Escola de Governo do Senado/ILB comemorou a formatura da primeira turma do curso de pós-graduação em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo, em parceria com a Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (EJE/TSE).
Na abertura da solenidade, o diretor-executivo do ILB/Interlegis, Márcio Coimbra, ressaltou a importância do diálogo entre Legislativo e Judiciário.
— Esse intercâmbio de conhecimentos proporcionou a formação e o aperfeiçoamento técnico-profissional de 33 alunos, sendo 17 servidores do Senado e 16 servidores do TSE, que irão receber hoje o diploma de pós-graduação em uma área essencial para o fortalecimento da nossa democracia — afirmou.
Para o diretor da Escola Judiciária do TSE, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, os alunos serão formadores de opinião.
— Os formandos desta primeira turma levarão aos quatro ventos um saber nada trivial, nada vulgar. A educação em matéria eleitoral se reveste de importância ainda maior, porque define claramente a qualidade da democracia que se deseja praticar — analisou o ministro.
O curso, que teve início em 2018 com aulas presenciais, teve de passar por adequações devido à pandemia da covid-19. De acordo com a coordenadora pedagógica, Dalva Moura, o processo de orientação e de elaboração dos trabalhos de conclusão de curso foi feito de forma remota, assim como as reuniões das bancas avaliadoras.
— A luta foi grande, as adaptações maiores ainda, mas houve a colaboração de todos: equipe acadêmica, alunos, professores, orientadores e, principalmente, dos membros do Comitê Científico-pedagógico do ILB e da diretoria da Escola Judiciária — ressaltou.
Representando a turma, a formanda Mariza Alves falou sobre a alegria de ter concluído o curso com temática relevante para o país.
— Agradeço por essa parceria tão feliz e produtiva, entre o Senado e o TSE, em prol do sistema eleitoral, do Poder Legislativo e do fortalecimento da democracia — disse a aluna.