Ferramentas Pessoais
Acessar

O autoritarismo brasileiro e as vias conservadoras em Francisco Campos, Oliveira Viana e o Estado Novo

Roberto Bueno

Resumo

As crises democráticas ordinárias e as instabilidades causam o recrudescimento da crítica e o aprofundamento das desconfianças sobre o sistema democrático. Esse ceticismo é ampliado quando a política, produzindo impactos sobre a economia, abre espaços para a operação da cultura conservadora e suas opções políticas de corte autoritário, que empenham esforços populistas para angariar apoios nas classes médias e populares insatisfeitas, as quais se veem envolvidas pela propaganda financiada pelos mais altos interesses econômicos. Diante da janela de oportunidades decorrente das instabilidades, esses grupos agem para maximizar suas posições de poder. É hipótese deste artigo que a tradição política autoritária brasileira tem uma matriz comum; por isso, focalizam-se algumas de suas referências – em especial Francisco Campos e Oliveira Viana – capazes de mobilizar expectativas e fundamentos rumo à reconfiguração atualizada dessa tradição conservadora que atualmente aponta para a revitalização da política com viés normativo autoritário. O artigo visa contribuir com elementos que possam auxiliar na tarefa de desobstrução dos canais de percepção dos sutis processos de reconstrução de discursos políticos autoritários em curso, pois, ainda quando em vestes democráticas, preservam convicções profundamente inversas.

Palavras-chave

Brasil. Autoritarismo. Francisco Campos. Oliveira Viana. Estado Novo.

Título, resumo e palavras-chave em inglês

THE BRAZILIAN AUTHORITARIANISM AND THE CONSERVATISM ROUTES IN FRANCISCO CAMPOS, OLIVEIRA VIANA AND THE NEW STATE

ABSTRACT: The ordinary crisis in democracy and its instabilities cause the intensifying of the critic and the deepening of the mistrust in democracy system. This skepticism increases when the politics carry on its impact on the economics, oppening spaces to the operation of conservative culture and its political options characterized by the authoritarian way, pledging populist efforts to obtain support from the unsatisfied middle and popular classes, conditioned or even wrapped up by the intensifying of the power through the marketing financed by the highest economics interests, which perceive the window of opportunities in face of the instabilities who proceed to maximize his position of power. The hypothesis of this article is that the Brazilian authoritarian political tradition has a commom matrix and by that reason is focusing some of its references – specially mentioning Francisco Campos and Oliveira Vianna – capable to mobilize theory and demands and in the way promote the reconfiguration of that normative conservative tradition which actually points to a revival of authoritarian politics. This article aims to contribute with some elements which may help to clearance the ways of perception of the subtly process of rebuild the authoritarian political discourses which are in practice using the democratic masquerading, notwithstanding, preserving their beliefs deeply opposite.

KEYWORDS: BRASIL. AUTHORITARIANISM. FRANCISCO CAMPOS. OLIVEIRA VIANA. ESTADO NOVO.

Como citar este artigo

(ABNT)
BUENO, Roberto. O autoritarismo brasileiro e as vias conservadoras em Francisco Campos, Oliveira Viana e o Estado Novo. Revista de informação legislativa: RIL, v. 53, n. 210, p. 25-41, abr./jun. 2016. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/ril/edicoes/53/210/ril_v53_n210_p25>.

(APA)
Bueno, R. (2016). O autoritarismo brasileiro e as vias conservadoras em Francisco Campos, Oliveira Viana e o Estado Novo. Revista de informação legislativa: RIL, 53(210), 25-41. Recuperado de https://www12.senado.leg.br/ril/edicoes/53/210/ril_v53_n210_p25

registrado em: