20/10/2016
Educação básica pública no Brasil
Internautas são a favor da instituição da escola em tempo integral no ensino fundamental e no médio

Internautas são a favor da instituição da escola em tempo integral no ensino fundamental e no médio

A maioria dos internautas acredita que a educação básica pública no Brasil, que compreende a educação infantil e os ensinos fundamental e médio, é ruim ou péssima. Uma das mudanças em discussão no Congresso é a instituição da escola em tempo integral no ensino fundamental e no ensino médio (PLS 255/2014), apoiada por 76% e 60%, respectivamente. Esses são os resultados da última enquete promovida pelo DataSenado, que avaliou a opinião dos participantes sobre a educação básica no país.

Os participantes opinaram ainda sobre outros projetos de lei que propõem alterações no ensino básico público no Brasil, como o PLS 76/2016, que prevê a inclusão de provas práticas nos processos seletivos de professores da educação básica pública. Três em cada quatro respondentes concordaram com essa proposta.

Outros projetos que receberam o apoio da maioria foram o PLS 280/2015, que torna obrigatório disponibilizar internet, com fins educacionais, para os(as) alunos(as) dos ensinos fundamental e médio e o PLS 772/2015, que inclui o tema empreendedorismo no currículo da educação básica.

A enquete, realizada em parceria com a Agência Senado, ficou disponível no portal do Senado na internet entre os dias 17 de setembro a 16 de outubro. Nesse período, foram recebidas 2.568 respostas.

Os resultados refletem a opinião das pessoas que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira.