19/08/2016
Olimpíadas Rio 2016
Maioria dos internautas acredita que Olimpíada não trará benefícios para o Brasil

Maioria dos internautas acredita que Olimpíada não trará benefícios para o Brasil

A maioria dos internautas que participaram da última enquete do DataSenado, 71%, acredita que a Olimpíada não trará benefícios para o Brasil. Uma quantidade menor de respondentes, 18%, avalia que os Jogos trarão benefícios apenas para o Rio de Janeiro. Somente 8% indicaram que o evento trará benefícios para todo o país.

Quando questionados sobre os possíveis legados dos Jogos, os respondentes também se mostraram pessimistas. Para 85%, a Olimpíada não irá melhorar a economia brasileira. 77% indicaram que os investimentos no esporte não irão aumentar no país. Os internautas também avaliaram mal a possível divulgação do Brasil para o mundo: 80% consideram que essa divulgação não será positiva. O impacto dos jogos no interesse do brasileiro pelo esporte, no entanto, obteve uma avaliação menos pessimista. Para 38%, a Olimpíada irá incentivar a prática de esportes.

A enquete, realizada em parceria com a Agência Senado, ficou disponível no portal do Senado na internet entre os dias 18 de julho e 15 de agosto. Período, que compreendeu as três semanas anteriores à abertura da Olimpíada e os onze primeiros dias dos jogos. Foram recebidas 6.735 respostas.

Brasil não estava preparado para a realização da Olimpíada

Para 89% dos internautas, o Brasil não estava preparado para a realização dos Jogos.

Pouco apoio ao evento e pessimismo em relação aos resultados

A enquete também investigou o nível de interesse dos internautas pela Olimpíada. As opções de resposta estavam organizadas em uma escala de 1 a 5, em que 1 representava “nada interessado” e 5 “muito interessado”.  Mais da metade dos respondentes, 63%, se mostraram pouco interessados.

Também foi avaliado o nível de apoio à realização da Olimpíada. Apenas 10% indicaram apoiar muito o evento no país.

Por fim, quando perguntados sobre a perspectiva em relação ao quadro de medalhas, 48% acreditam que o Brasil ficará depois do décimo lugar, 20% entre o sétimo e o décimo lugar, 12% do quarto ao sexto lugar. Apenas 3% foram mais otimista,  acreditando que Brasil estará entre os três primeiros lugares no quadro total de medalhas.

Os resultados refletem a opinião das pessoas que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira.