11/09/2017
Anuidade em universidades públicas
Internautas são contra pagamento de anuidade em universidades públicas

Enquete realizada pelo DataSenado sobre o projeto de lei PLS 782/2015, que institui o pagamento de anuidade em universidades públicas por estudantes com alta renda familiar, revela que a maioria dos participantes (72%) é contra a proposta. Desse total, 68% acreditam que nenhum estudante deve pagar anuidade e 4% acham que todos os estudantes devem pagar anuidade em universidades públicas, independente da renda familiar. Por outro lado, o projeto de lei recebeu apoio de 28% dos participantes.

 

 

Dentre os internautas que responderam que apenas estudantes com renda familiar alta devem pagar anuidade, 17% concordaram com a proposta do PLS 782/2015 de cobrar anuidade apenas de famílias com rendas superiores a 30 salários mínimos. Por outro lado, aproximadamente oito em cada dez acham que esse limite deve ser menor. Para 48%, a cobrança de anuidade em universidades públicas deve ser feita para estudantes com renda familiar superior a 10 salários mínimos e para 31% a cobrança deve ser feita para estudantes com renda familiar superior a 20 salários mínimos.

 

 

A enquete avaliou também se a aprovação do PLS 782/2015 faria diferença no número de estudantes de baixa renda nas universidades públicas. Mais da metade dos internautas (51%) acreditam que o número de estudantes de baixa renda vai permanecer igual. A minoria (19%) acha que esse número vai aumentar e 22% acreditam que vai diminuir.

 

 

A enquete, realizada em parceria com a Agência Senado, ficou disponível no portal do Senado na internet de 1º a 31 de agosto de 2017 e recebeu 6.630 respostas.

 

Os resultados refletem a opinião dos que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira.