06/04/2018
Divulgação de notícias falsas (fake news)
Projeto de lei que transforma em crime a divulgação de notícias falsas (fake news) tem o apoio de internautas

Mais de 70% dos internautas se manifestaram a favor do projeto de lei que propõe tipificar como crime a divulgação de notícias falsas, também conhecidas como fake news (PLS 473/2017). Além disso, dois em cada três respondentes defendem que deve haver uma punição maior se a divulgação de notícias falsas for feita na internet. Esses são resultados da última enquete promovida pelo DataSenado entre os dias 1º de março e 1º de abril de 2018.

 

Em relação à divulgação de notícias falsas, a maioria dos respondentes (55%) acredita em uma diminuição caso o projeto de lei seja aprovado. Por outro lado, um em cada quatro acredita que vai permanecer igual e outros 5% acham que a divulgação de notícias falsas vai aumentar.

 

Quando questionados sobre os efeitos da aprovação do PLS 473/2017, mais da metade dos respondentes (56%) acredita que tornar crime a divulgação de notícias falsas traz somente vantagens à sociedade. Em contrapartida, outros 22% acreditam que traz vantagens e desvantagens e um em cada cinco acha que essa tipificação traz somente desvantagens à sociedade.

A enquete, realizada em parceria com a Agência Senado, ficou disponível no portal do Senado na internet e recebeu 763 respostas.

Os resultados refletem a opinião dos que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira.