27/05/2019
Criminalização do caixa dois eleitoral
Brasileiros apoiam criminalização do caixa dois eleitoral

O Instituto DataSenado realizou pesquisa nacional para conhecer a opinião da população brasileira sobre o projeto de criminalização do caixa dois em campanhas eleitorais. Caixa dois eleitoral é a expressão utilizada para definir as doações, feitas a candidatos ou partidos, que não são contabilizadas nem declaradas à Justiça Eleitoral.

Brasileiros apoiam criminalização do caixa dois eleitoral

Os resultados da pesquisa mostram que aproximadamente 90% dos entrevistados acham que o uso de caixa dois em campanhas eleitorais deve ser considerado crime.

 

 

Punição para quem dá e para quem recebe o dinheiro

Para 83% dos entrevistados, a punição pela prática de caixa dois eleitoral deve ser aplicada tanto a quem dá o dinheiro quanto a quem o recebe. Apenas 9% acreditam que a pena deveria se restringir aos que recebem esses recursos, enquanto 6% acreditam que somente quem dá o dinheiro deveria ser punido.

 

 

A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas telefônicas de 15 a 23 de maio de 2019 e 2.344 pessoas foram entrevistadas. A margem de erro admitida é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos com nível de confiança de 95%. As pesquisas do DataSenado são feitas por meio de amostragem aleatória representativa da população alvo, composta por cidadãos com 16 anos ou mais, residentes no Brasil e com acesso a telefones móveis ou fixos.