e-Cidadania
Ferramentas Pessoais
Acessar
Ideia Legislativa
Engenheiros civis e arquitetos não podem assinar projetos e laudos de eletricidade
Durante a graduação dos engenheiros civis e dos arquitetos, a carga horária de estudo em algumas universidades é em torno de 30h sobre eletricidade. O direito adquirido está baseado na lei Nº 5.194, de 24 dezembro 1966, contribuindo para o aumento nos acidentes com energia elétrica no Brasil.
Os engenheiros civis e arquitetos não querem perder o direito adquirido naquela época. Isso permite a eles fazerem projetos, execução, fiscalização e elaboração de laudos na área elétrica. O CONFEA e o CREA tem no topo da piramide engenheiros civis, por isso o assunto não avança. O judiciário por desconhecer as áreas de estudo sempre dá ganho de causa baseado no direito adquirido.
8.318 apoios
20.000
Ao receber 20.000 apoios, a ideia se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida pelos Senadores.

Compartilhe

Data limite para receber 20.000 apoios
25/01/2020
Ideia proposta por
DANIEL DUARTE - PR

Confirma?