Ferramentas Pessoais
Acessar

Senado e Câmara iniciam Campanha dos 16 dias de Ativismo

20/11/2018 16:12

 

 

Com o tema “Para ter justiça o olhar não pode ser parcial”, uma ampla programação marca a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres – 2018, organizada pela Procuradoria Especial da Mulher do Senado, Secretaria da Mulher da Câmara, Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, Comissão Permanente Mista de /combate à Violência Contra a Mulher.

Os 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres são uma campanha internacional realizada desde 1991 e comemorada no Brasil desde 2003. No Brasil, comemoramos 16+5 dias de Ativismo, pois incorporamos o dia da Consciência Negra, importante data para as mulheres negras brasileiras.

Mulheres negras, mulheres encarceradas, mães de crianças autistas, mulheres que enfrentam litígios judiciais marcados pela discriminação de gênero e mulheres vítimas de violência pública e doméstica são o centro da campanha, que dialoga com várias datas nacionais e internacionais. (Veja a programação)

Dia 20 de novembro é o Dia da Consciência Negra; 25 de novembro, o Dia Internacional de Não Violência contra as Mulheres; 3 de dezembro, o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência; 6 de dezembro, o Dia da Campanha do Laço do Branco; 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Homenagens

Algumas destas datas, relembram momentos trágicos. Em 25 de novembro de 1960, três irmãs – Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas” – que faziam oposição ao ditador Leônidas Trujillo, da República Dominicana foram brutalmente assassinadas. Em 1999, a ONU criou este dia estimular a reflexão sobre as situações de violência que as mulheres enfrentam.

Já, em 6 de dezembro de 1989, no Canadá, um homem armado invadiu uma sala de estudantes de engenharia, mandou os homens (cerca de 50) saírem e assassinou as 14 estudantes que ficaram, dizendo que “odiava as feministas”).

Filmes e livros

Além de audiências públicas, palestras e debates, uma programação cultural também marca a campanha dos 16 Dias em 2018.

Entre 25 de novembro e 10 de dezembro, a Exposição Fotográfica “O cotidiano da fotografia: violência de gênero e Justiça”, que será realizada na Biblioteca da Universidade de Brasília (UnB).

No dia 6 de dezembro haverá o lançamento do filme Chega de Fiu-Fiu, com bate-papo com a diretora Amanda Kamanchek Lemos.

No dia 11 de dezembro, haverá o lançamento do livro “A Bancada do Batom e a Participação Feminina na Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988”, que nasceu da homenagem que fizemos às parlamentares constituintes, em março, e foi organizado pela Secretaria da Mulher da Câmara.

Finalmente, no dia 12 de novembro, haverá o anúncio do resultado do 2º Concurso de vídeos “1 minuto contra a violência: feminicídio, que crime é esse?”.

 

Confira a programação: