Seminário debate equidade de gênero e raça nas relações de trabalho

Aconteceu no dia 3/12, no auditório da Eletrobras Eletronorte, o IV Seminário Equidade de Gênero e relações de trabalho promovido pelas empresas organizadoras do V Ciclo de encontros para o Fortalecimento da Equidade de Gênero e Raça.
04/12/2015 10:38

Aconteceu no dia 3/12, no auditório da Eletrobras Eletronorte, o IV Seminário Equidade de Gênero e relações de trabalho promovido pelas empresas organizadoras do V Ciclo de encontros para o Fortalecimento da Equidade de Gênero e Raça.

O evento reuniu representantes de diversas entidades unidas no compromisso de tornar o ambiente de trabalho mais equânime e justo em relação à paridade de gênero e raça bem como a distribuição igualitária de cargos de chefia a mulheres e homens e o respeito à diversidade.

A Secretária Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Eleonora Menicucci, afirmou que “a perspectiva de gênero norteia e tem dado embasamento para o clima de ódio contra a primeira mulher presidente do nosso país”. Para Eleonora, “os ataques sexistas e machistas que a presidente vem sofrendo se dá pelo fato de ser mulher” e isso demonstra a importância do Programa Pró Equidade de Gênero e Raça como uma forma de influenciar diversas empresas na promoção de igualdade e no combate as discriminações.

Segundo a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, “os insultos preconceituosos direcionados a Dilma Rousseff demonstram que não há limites para o machismo, nem mesmo em relação a presidente da nação”. De acordo com Nadine, “transformar o mundo de trabalho das empresas é um modelo para incentivar a equidade de gênero no mundo de trabalho de todo país”.

Estiveram presentes na abertura do seminário representantes das empresas Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Serpro, Correios, Embrapa, Itaipu, Petrobras e Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM). Além da embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes e a coordenadora da Procuradoria Especial da Mulher do Senado Federal, Milena Flores, representando a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Foto: Leo Rizzo/SPM