Nota de Repúdio sobre as declarações do deputado estadual paulista Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, referindo-se a mulheres ucranianas.

05/03/2022 14:35

Nota de Repúdio

A Procuradoria Especial da Mulher do Senado e a Bancada Feminina do Senado repudiam as declarações do deputado estadual paulista Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, referindo-se a mulheres ucranianas.
São repugnantes, asquerosas e uma das maiores indignidades que já vimos. Agridem as mulheres, envergonham o Brasil, enxovalham a política. Pior, foram feitas em um contexto de guerra e dor.
As palavras do deputado evidenciam que o machismo é um dado cultural que ultrapassa classes sociais e ideologias, contaminando até aqueles que, nas altas funções que exercem, deveriam zelar pelo humanismo e pelo respeito às mulheres, em atos e palavras.
Esse fato lamentável veio à tona no mesmo dia em que o ministro de Relações Exteriores da Ucrânia denunciou o estupro de mulheres ucranianas por soldados russos. O mesmo machismo que transforma as mulheres em objetos para os homens no cotidiano, como mostra a fala do deputado brasileiro, converte-as em alvos e troféus durante as guerras.
Conclamamos os partidos a varrerem a presença de homens torpes em suas fileiras. Em nenhuma esfera de poder os comportamentos agressivos às mulheres devem ser considerados naturais. Precisam ser punidos de maneira rigorosa, de acordo com a lei.
Que as declarações lamentáveis do deputado Arthur do Val levem o Congresso Nacional a olhar com mais responsabilidade e senso de justiça os inúmeros projetos em tramitação nas duas Casas, de interesse e de proteção às mulheres.
Esperamos que o deputado Arthur do Val peça desculpas à nação e às mulheres ucranianas. E que sofra as sanções políticas cabíveis, por tão desastrada fala.