Morre a artista plástica Marianne Peretti, cujas obras embelezam o Congresso

29/04/2022 18:40

Morreu na última segunda-feira (25), aos 94 anos, a artista plástica Marie Anne Antoinette Hélène Peretti, conhecida como Marianne Peretti. Filha de mãe francesa e pai brasileiro, Marianne Peretti nasceu em 1924, em Paris, na França, e veio para o Brasil em 1956. Marianne foi a única artista mulher a integrar a equipe de Oscar Niemeyer na construção de Brasília.

Marianne Perretti estava internada em um hospital na região central do Recife, onde vivia. A causa da morte não foi divulgada.

A artista tem uma série de obras instaladas no Congresso Nacional, entre painéis e esculturas. Entre suas obras mais famosas, estão os vitrais da Catedral de Brasília. Marianne também criou vitrais para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Palácio do Jaburu e o Memorial JK.

Senador lamenta

Em suas redes sociais, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) lamentou a morte da artista. Segundo o senador, Brasília seria muito diferente sem os vitrais de Marianne Peretti. “A genialidade da única mulher a atuar ao lado de Niemeyer deu cores, luzes e leveza à capital”, registrou o senador. Nelsinho a definiu como a “maior vitralista do país” e disse que “ela nos deixa aos 94 anos, mas sua arte e representatividade permanecerão conosco”.

Visita

No final do ano passado, ela visitou o Congresso Nacional. Na ocasião, Marianne usou uma cadeira de rodas para se deslocar pelo Senado. Ergueu-se, porém, para posar sorridente ao lado da filha, Isabella Peretti, para algumas fotos. A artista tem obras em vários prédios de Oscar Niemeyer em outras partes do Brasil e do mundo: na sede da Revista Manchete (Rio de Janeiro), no Edifício Burgo (Turim, Itália) e na Maison de la Culture du Havre (Le Havre, França).

Fonte: Agência Senado

Morre a artista plástica Marianne Peretti, cujas obras embelezam o Congresso