Marcha pela saúde pede mais recursos para o SUS

Aconteceu hoje, 1/12, em Brasília, a Marcha em Defesa da Saúde do Brasil, simultaneamente à abertura da 15ª Conferência Nacional da Saúde. Manifestantes de todo o Brasil se concentraram por volta das 14h, nas imediações da Catedral, no Plano Piloto e de lá, saíram em passeata até o Congresso Nacional.
01/12/2015 17:40

Aconteceu hoje, 1/12, em Brasília, a Marcha em Defesa da Saúde do Brasil, simultaneamente à abertura da 15ª Conferência Nacional da Saúde. Manifestantes de todo o Brasil se concentraram por volta das 14h, nas imediações da Catedral, no Plano Piloto e de lá, saíram em passeata até o Congresso Nacional.

O tema da conferência é “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro”. Os manifestantes entoavam gritos de guerra em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) que tem uma rede de saúde gratuita e aberta a toda a população, mas que sofre com o baixo investimento público.

Também estiveram presentes na marcha, as deputadas Luciana Santos (PCdoB-PE), Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Ângela Albino (PCdoB-SC) e os deputados Odorico Monteiro (PT-CE) e Jorge Solla (PT-BA). Segundo Jandira “é preciso defender o direito ao acesso à saúde pública de qualidade”, a deputada defendeu a valorização do SUS e a não privatização do sistema.

Para a presidente da Recomeçar, Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília, lideradas pela presidente da entidade, Joana Jecker “a valorização do SUS é importante por que muitas mulheres buscam o sistema em luta pela vida. E se não existe o investimento devido, muitas vidas acabam perdidas”.