Ferramentas Pessoais
Acessar

Mais Mulheres na Política é lançada na “terra do guaraná” em clima de festa

25/09/2015 17:39

 

A Campanha Mais Mulheres na Política foi lançada no município amazonense de Maués, a “terra do guaraná”, em clima de festa. Com o apoio do prefeito da cidade, Padre Carlos Góes (PT), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) participou de carreata do aeroporto até o local de lançamento da Campanha que reuniu aproximadamente 400 motociclistas. A Campanha foi lançada durante a 1ª Conferência de Políticas Públicas para Mulheres de Tefé, realizada no auditório do instituto federal de ensino Ifam.

Com auditório local, o lançamento contou com a participação, além do prefeito Carlos Góes; da secretária de Assistência Social de Maués, Rutiana Pinheiro; da deputada estadual Alessandra Campelo (PCdo-AM); da presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Dora Brasil; além de representantes de sindicatos de trabalhadores e de movimentos sociais.

“Estamos aqui para lançar a Campanha que defende mais mulheres nos parlamentos, mas também para saber das demandas da população e acompanhar a aplicação dos recursos das emendas”, destacou a senadora. Durante a Conferência, a senadora lembrou a importância da mobilização da sociedade, em especial das mulheres sobre o tema para que se crie um clima para a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 98.

“Já aprovamos a PEC em dois turnos no Senado e agora falta na Câmara. Defendemos uma cota inicial de 10% dos assentos dos parlamentos para de fato termos mais mulheres nas Casas legislativas. E não é para tirar lugar de homem, mas para termos uma sociedade mais igual, inclusive nas Câmaras de vereadores, nas Assembleias legislativas, no Congresso Nacional com mulheres ajudando a também fazer as leis”.

Vanessa lembrou que Maués está na história da política brasileira ao dar ao País a primeira senadora da República, em 1979. Ela lembra que as mulheres só ocupam 10% das cadeiras legislativas no País não por desinteresse, mas porque lhes falta apoio nas campanhas eleitorais. “Somos mais da metade da população, mais da metade do eleitorado, temos maior tempo de estudo então porque somos só 10% dos parlamentares? Isso precisa mudar”, defende Vanessa.

A deputada Alessandra Campelo lembra o quanto é difícil as mulheres ampliarem seus espaços, como na política. “Na Assembleia, somos 24 deputados e só eu de mulher. Precisamos lutar por esse espaço também, para termos uma sociedade mais igual, mais justa, como mulheres fazendo leis mais adequadas aos desafios que nós e as próprias famílias enfrentamos”.  Em Maués, entre 15 vereadores, duas mulheres, sendo uma presidente da casa legislativa.