Comissão de Direitos Humanos promove Audiência Pública sobre a “Não à violência contra a Mulher”

25/11/2015 17:40

Em celebração ao Dia Internacional da Não Violência à Mulher, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1999, a Comissão de Direitos Humanos do Senado realizou hoje, 25/11, audiência para lembrar a data de luta de movimentos sociais pela diminuição da violência de gênero em todo mundo.

O dia 25 de novembro também marca o início da Campanha Mundial chamada “16 Dias de Ativismo contra a Violência sobre as Mulheres”. A campanha visa chamar a atenção da sociedade para esse problema responsável pela morte de mais de cinco mil mulheres por ano no Brasil.

Segundo a representante da Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Ailma Maria Oliveira, discutir a violência contra mulher neste período dos 16 dias de ativismo é de fundamental importância. Para ela “é preciso debater o tema da violência, não só com o legislativo, mas também com toda a sociedade brasileira”.

Participaram da audiência pública presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e pela senadora Ana Amélia (PP-RS) a senhora Cíntia Rangel Assumpção, diretora de Assuntos para Mulher, Criança e Juventude da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB); Junéia Martins Batista, secretária Nacional da Mulher Trabalhadora da Central Única dos Trabalhadores (CUT); Maria Auxiliadora dos Santos, secretária Nacional da Mulher da Força Sindical; Erilza Galvão dos Santos, secretária de Gênero, Raça, Etnias e contra Opressões da CONDSEF; Sônia Maria Zerino da Silva, diretora Nacional da Secretaria para Assuntos da Mulher da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e Lilian Arruda Marques, assessora da Direção Técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).