Ferramentas Pessoais
Acessar

Campanha Mais Mulheres na Política chega a Recife

O movimento iniciado em março deste ano por senadoras e deputadas federais já percorreu todas as regiões do Brasil e ganhou força com a aprovação em primeiro turno no plenário do Senado da PEC da Mulher no dia 25 de setembro.
04/09/2015 10:50

 

Dezenas de lideranças políticas foram recebidas pelo governador Paulo Câmara no Palácio das Princesas, na noite do dia 3 de setembro, em mais um evento para lançamento estadual da campanha em favor da igualdade de gênero na representação política feminina no Parlamento brasileiro.

A iniciativa da Procuradoria Especial da Mulher do Senado e da Secretaria de Mulheres da Câmara dos Deputados contou com o apoio da Secretaria de Estado da Mulher de Pernambuco e do gabinete da deputada federal Luciana Santos (PCdoB-PE).

O movimento iniciado em março deste ano por senadoras e deputadas federais já percorreu todas as regiões do Brasil e ganhou força com a aprovação em primeiro turno no plenário do Senado da PEC da Mulher no dia 25 de setembro.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), procuradora da Mulher do Senado, saudou prefeitas, deputadas estaduais, vereadoras, presidentes de conselhos municipais dos direitos da mulher e lideranças políticas que compareceram com muito interesse em conhecer as estratégias da campanha que possam ser aplicadas nas eleições de 2016.

Ao defender o equilíbrio entre os gêneros na política, assim como em todos as áreas, Vanessa disse que a sub-representação da mulher não pode continuar sendo tolerada pela sociedade: “Não aceitamos mais sermos tratadas como seres inferiores. Vamos ocupar o espaço que nos é de direito”, afirmou.

Vanessa “Estamos em um momento muito favorável de apoio à PEC da Mulher, já aprovada em primeiro turno no plenário do Senado e que deverá ser apreciada em segundo turno na próxima semana.”

A senadora se refere à PEC nº 98, de 2015, que faz parte da reforma política em discussão no Congresso e garante a reserva escalonada de vagas para mulheres no pleito seguinte ao da sanção da proposta. Serão 10%, de cadeiras nas primeiras eleições, seguidas de 12% e 16% de vagas nas eleições seguintes.

Além da PEC 98, Vanessa destacou o Projeto de Lei da Câmara nº 75, de 2015 – a minirreforma eleitoral, que destina 5% para criação e manutenção de programas de promoção e difusão da participação política das mulheres; garante mínimo de 5% e máximo de 15% do fundo partidário ao financiamento de campanhas de suas candidatas e ainda aumenta o tempo da propaganda política para mulheres nos meios de comunicação. O PLC está sendo votado nesta semana no plenário do Senado.

 

Bancadas femininas no estado

A deputada Luciana Santos lembrou que em Pernambuco não há senadoras e que a campanha trazida ao estado tem como objetivo incentivar mulheres a ocupar o espaço político nas eleições de 2016. “Estamos construindo uma grande rede, que cresce a cada dia em favor do empoderamento da mulher e essa é uma questão de justiça com a metade da parcela feminina da população do nosso país”. Ela é a única mulher entre os 25 deputados federais em exercício, o que representa 4% da bancada. A ex-prefeita de Olinda é ainda presidente nacional do PCdoB, partido que cumpre a cota de 30% de mulheres na bancada federal, pois tem quatro deputadas, numa bancada com 13 parlamentares. Entre os 32 partidos registrados atualmente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas três contam com mulheres presidentes.

Na bancada estadual, Pernambuco tem cinco dos 49 cargos ocupados por mulheres: Raquel Lyra (PSB), Simone Santana (PSB), Priscila Krause (DEM), Maria do Socorro Holanda (PSL), e Maria Tereza Melo (PT), o que corresponde a 10% do total de eleitos.

Em 2014, a participação de eleitores no pleito estadual correspondeu a 6,3 milhões de pessoas, sendo mais da metade composta por mulheres (53%). Entre os 184 municípios pernambucanos, apenas 17 têm suas prefeituras ocupadas por elas, o que corresponde a pouco mais de 9% do total. Já nas câmaras municipais, o percentual é de 13% do total (268 vereadoras e 1.794 vereadores). No geral, nas eleições municipais de 2012, foram eleitas 285 mulheres, que ocupam 12,6% dos cargos disputados.

O governador Paulo Câmara, ao lado da esposa dele, a juíza Ana Luiza Câmara, afirmou estar confiante em saber que as próximas gerações irão conviver com uma nova situação, de respeito e equidade entre mulheres e homens.

A campanha já lançada em todas as regiões do Brasil chegará no próximo dia 10 de setembro em Goiânia-GO e conta com jingle, cartazes e o Livreto Mais Mulheres na Política.