Câmara homenageia mulheres que resistiram às violências das ditaduras civil e militar

Começava em março de 1964 a era da ditadura militar, período que vitimou e privou liberdades de toda sociedade. Muitas mulheres lutaram e resistiram a esse tempo, e hoje, 7/12, foram homenageadas em Sessão Solene promovida pela Câmara dos Deputados.
07/12/2015 15:39

 

Há 51 anos e alguns meses era dada a largada em uma série de opressões e tiranias que marcaria para sempre a vida das brasileiras e brasileiros. Começava em março de 1964 a era da ditadura militar, período que vitimou e privou liberdades de toda sociedade. Muitas mulheres lutaram e resistiram a esse tempo, e hoje, 7/12, foram homenageadas em Sessão Solene promovida pela Câmara dos Deputados.

No entendimento da deputada Luizianne Lins (PT-CE), autora do requerimento que solicitou a sessão, “a ditadura prendeu, oprimiu, torturou, matou e reprimiu sonhos e projetos de vida de mulheres e homens do nosso país que tinham compromissos com a democracia.” Mas, segundo a deputada, “esses anos foram também de resistências e de lutas, como denúncias individuais e coletivas do terror nos subterrâneos das prisões e do extermínio de lideranças”.

Estiveram presentes na homenagem, a secretária de Políticas para as Mulheres Presidência da República, Eleonora Menicucci, o coordenador do Projeto Direito à Memória e a Verdade e da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos da secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal, Ivan Akselrud de Seixas, a deputada Erika Kokay (PT-DF), a deputada Janete Capiberibe (PSB-AP) o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), o deputado Henrique Fontana (PT-RS), o deputado Carlos Henrique Gaguim (PMB-TO), o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), o senador João Capiberibe (PSB-AP), e o deputado Vicentinho (PT-RJ). Na cerimônia, mulheres que lutaram contra a ditadura foram homenageadas com uma placa de reconhecimento.