Athos Bulcão e suas obras são a cara de Brasília


Valeria Castanho   |  2024-02-29T14:14:00-03:00

Escultor, desenhista e pintor de renome nacional e internacional, Athos Bulcão é um dos mais importantes e influentes artistas brasileiros modernistas. Apesar de ter nascido no Rio de Janeiro, Bulcão era, além de pioneiro de Brasília, brasiliense de coração. Ele chegou na Capital da República em 1958, convidado por Oscar Niemayer para ajudar na construção da futura Capital da República, mas se apaixonou e se mudou para a cidade, onde faleceu em 2008, aos 90 anos.

Quem mora na Capital da República tem orgulho de mostrar as obras de Bulcão espalhadas por toda a cidade. Elas ganharam vida e marca própria e, hoje, são a cara de Brasília, dando formato próprio e curvas sinuosas a vários pontos da cidade. Embora o artista tenha deixado um legado rico para toda a humanidade, em Brasília, ele imprimiu sua marca única em desenhos, pinturas e esculturas, entre outras obras, mas se destacou, especialmente, pelos painéis de azulejos espalhados pelas igrejas, cinemas, escolas, pontos turísticos, prédios residenciais, hotéis, aeroporto, Congresso Nacional e até em residências particulares, entre outras localidades. 

Detalhe de Divisória em madeira laqueada, Salão Nobre, Senado Federal, 1978. 
Foto: Edgar César Filho

Painel de azulejos, Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Câmara dos Deputados - CEFOR, 2003. 
Foto: Edgard Cesar

Painel de azulejos esmaltados.. 
Foto: Patrick Grosner

Somente no Congresso Nacional, são 15 obras. No Senado, estão oito delas, localizadas em vários pontos estratégicos, todas sob os cuidados do Museu do Senado. Por todo esse acervo, que hoje faz parte da história de Brasília, o reconhecimento a Bulcão não ficou somente na admiração. Em homenagem a ele, vive e respira a Fundação Athos Bulcão, instalada no coração da cidade e aberta a todos.

Obra de Athos Bulcão – Painel em relevo de madeira laqueada que fica desmembrado e parte encontra-se no hall da Ala Senador Teotônio Vilela.

Foto: Pedro França/ Agência Senado

 

No prédio do Interlegis, que pertence ao Senado Federal, o painel em azulejos, que ocupa uma parede de dois andares, é o cartão de visitas da entrada principal. Um detalhe importante desse painel é que, embora Bulcão, em geral, não assinasse suas obras, essa leva a assinatura do autor, mais um demonstrativo do carinho que tinha pelo Parlamento brasileiro.

Foto: Fundação Athos Bulcão