Participantes preferem o regime de trabalho híbrido

O Instituto DataSenado realizou enquete online para avaliar a opinião de internautas sobre o PL 10/2022, que modifica a CLT para permitir a alteração de contratos de trabalho formalizando as modalidades de regime exclusivo de teletrabalho ou regime híbrido, desde que haja acordo entre as partes.
08/06/2022 17:40
Participantes preferem o regime de trabalho híbrido

Instituto DataSenado

Enquete realizada pelo Instituto de Pesquisa DataSenado em maio aponta que 58% dos participantes acreditam que o regime híbrido é o modelo ideal de trabalho. A enquete buscou avaliar a percepção do Projeto de Lei n° 10, de 2022, que permite a alteração entre regime presencial, regime exclusivo de teletrabalho e regime híbrido, desde que haja mútuo acordo entre as partes.

 

Dentre os 55 participantes da enquete, 87% concordam que a economia de tempo com o transporte estaria entre os possíveis benefícios do regime de teletrabalho e de trabalho híbrido. Menos participantes (60%), contudo, acreditam que esses regimes de trabalho aumentariam a produtividade.

 

 

Em relação aos desafios dos regimes remoto e híbrido de trabalho, destacam-se as dificuldades de infraestrutura do colaborador, com 54% dos respondentes, seguidos pelo excesso de trabalho (44%) e pela sensação de cansaço (44%).

 

 

Caso o projeto de lei seja aprovado, 33% dos respondentes acreditam que seus contratos de trabalho permanecerão no regime presencial. Por outro lado, 27% avaliam que seus contratos serão alterados para o regime híbrido ou remoto.

 

Em relação à alteração da rotina, 44% dos respondentes acreditam que homens e mulheres serão igualmente afetados pela adoção do regime de trabalho remoto ou híbrido e 40% acreditam que as mulheres serão as mais afetadas.

 

 

A enquete contou com 55 participantes e ficou disponível no Portal do DataSenado de 3 de maio a 1º de junho de 2022.


Os resultados refletem a opinião dos que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira. Os valores percentuais foram arredondados de maneira que a soma dos percentuais de alguns gráficos pode ser diferente de 100%, para mais ou para menos.

 

registrado em: , , , ,