11/09/2017
O DataSenado realizou enquete sobre o PLS 782/2015, que institui o pagamento de anuidade em universidades públicas por estudantes com alta renda familiar. A maioria votou contra a proposta e 51% acreditam que o número de estudantes de baixa renda em universidades vai permanecer igual.
04/08/2017
Destaque
Funcionamento dos bancos aos sábados
Seis em cada dez internautas acham que bancos não deveriam funcionar aos sábados
A maioria dos participantes da última enquete realizada pelo DataSenado se mostrou copntrária ao projeto de lei que permite o funcionamento dos bancos aos sábados (PLS 203/2017). Para cerca de 60% dos respondentes, os bancos não devem abrir nesse dia da semana. A enquete recebeu 6.352 respostas entre os dias 3 de julho a 31 de julho.
07/07/2017
Destaque
Compartilhamento da licença-maternidade
Mais de 90% de internautas apoiam o compartilhamento da licença-maternidade
O DataSenado avaliou a opinião de cidadãos sobre o PLS 151/2017, que possibilita o compartilhamento da licença-maternidade. A maioria dos respondente apoia a proposta e também é a favor do aumento da licença-maternidade para 180 dias para todas as trabalhadoras gestantes.
09/06/2017
Destaque
5 anos da Lei de Acesso à Informação
Internautas avaliam que entidades e órgãos públicos passaram a divulgar mais informações após a LAI
Em comemoração aos cinco anos da LAI, o Instituto DataSenado realizou enquete para conhecer a opinião de cidadãos sobre a lei. A maioria dos participantes já ouviu falar da LAI e, mais da metade, acredita que nos últimos cinco anos as entidades e órgãos públicos passaram a divulgar mais informações.
06/06/2017
Destaque
Violência doméstica e familiar contra a mulher - 2017
Aumenta número de mulheres que declaram ter sofrido violência
Desde 2005, ano anterior à promulgação da Lei Maria da Penha, o DataSenado aplica, de dois em dois anos, pesquisa telefônica sobre o tema violência doméstica contra a mulher. Nesta edição, realizada em parceria com o Observatório da Mulher contra a Violência, constatou-se aumento do percentual de mulheres que declararam ter sido vítimas de violência provocada por um homem: esse percentual passou de 18%, em 2015, para 29%, em 2017.