Criação de Cadastro Nacional de Pedófilos será analisada pelo Senado

Da Redação | 14/05/2018, 17h48

O Senado vai analisar a criação do Cadastro Nacional de Pedófilos. De autoria do deputado Vitor Valim (Pros-CE), o PLC 48/2018 terminou de chegar da Câmara e pretende instituir um banco de dados para reunir informações relativas a condenados pelo crime de pedofilia.

De acordo com o texto, o Cadastro Nacional de Pedófilos será mantido pelo Poder Executivo e operado em convênio com os estados e municípios. Os entes públicos terão acesso ao cadastro e alimentarão o sistema por meio de seus órgãos de segurança pública, pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário.

O autor ressalta que a pedofilia representa uma modalidade criminosa de extrema gravidade, pois incide sobre a parcela mais vulnerável da população, crianças e jovens, seja por meio de assédio sexual direto, uso das redes sociais da internet ou outros meios. O deputado cita dados da Safernet, ONG que luta contra crimes virtuais, para destacar que, em 2013, a pornografia infantil foi o crime virtual mais denunciado no Brasil, representando quase metade das denúncias.

Para Valim, a criação de um banco de dados contendo informações relevantes sobre os pedófilos pode “racionalizar e agilizar a atuação das autoridades, além de facilitar a troca de informações com outros países”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
21h39 PEC Paralela: Plenário do Senado aprovou, em segundo turno, a PEC Paralela da Previdência (PEC 133/2019)
21h07 Jorge Kajuru: O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, informou que o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), socorrido em Plenário, está bem, dirigindo-se ao hospital, e que agradeceu pela solidariedade pelos colegas.
20h48 Sessão retomada: Após o atendimento médico para o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que passou mal, o Plenário retomou a sessão deliberativa para seguir com a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) 133/2019.
Ver todas ›