Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Uma frase que gosta:“Um leitor vive mil vidas antes de morrer. Aquele que não lê vive apenas uma.” – As Crônicas de Gelo e Fogo – George R. R. Martin

 

Meu perfil...

Marina Vivivanne é uma apaixonada pela Biologia e tem muitos projetos para seu futuro. Deseja estudar Biologia na USP de São Paulo, conseguir uma bolsa de intercâmbio para aperfeiçoar suas habilidades em língua inglesa e em muitos outros idiomas (ela quer ser poliglota!!) e tornar-se uma profissional reconhecida em sua área. “A minha paixão está na Biologia; é o que eu quero fazer. Eu quero ser uma bióloga pesquisadora, viajar o mundo todo e ajudar o meio-ambiente em todos os lugares, tentar devolver a natureza tudo o que já tiramos dela. Quero descobrir coisas importantes, como novas espécies de plantas e seres vivos marinhos, minhas áreas preferidas são a Botânica e a Marinha”.

Para o futuro do Mundo, Marina espera que “as pessoas se conscientizem e que o principal foco de todos os governos seja a preservação da natureza. Afinal, se destruímos a natureza, destruímos a nós mesmos. E como uma futura bióloga, espero ajudar diretamente nisso”.

Em sua escola, Marina participa de um projeto de sustentabilidade onde os alunos revitalizam áreas inutilizadas do colégio, plantando jardins com materiais recicláveis. Ainda na própria escola, a Jovem Senadora de São Paulo integra outra ação chamada “Humanizar é Preciso”. “Todo segundo ano do ensino médio fica encarregado de apresentar o projeto para os primeiros anos, que são novos na escola. Cada grupo fica com um tema que envolve valores morais e éticos, como valorização do idoso, preconceito de gênero, racismo, etc. e têm o objetivo de emocionar e propor reflexão. O meu grupo ficou com o tema Os jovens e os conflitos com a sexualidade. Abordamos sobre virgindade, liberdade sexual, relacionamentos amorosos hoje em dia, entre outros temas. Foi uma experiência bem interessante”.

Quando o assunto é participação política dos jovens, Marina está segura: “os jovens têm que aprender mais sobre política. A maioria das pessoas não entende a atual situação de nosso país, nem sequer como chegamos aqui. Eu acho que deveria ter uma matéria na escola que ensinasse sobre a política e a história do Brasil e fizesse com que nós, alunos, nos interessássemos, pois muitos não querem nem saber. Desta forma, os jovens teriam mais opinião própria, conseguiriam questionar e argumentar sozinhos, sem ter de seguir a opinião geral. Além disso, se os jovens estivessem mais familiarizados com a política, eles sentiriam mais vontade de participar. E as crianças aprenderiam desde pequenas sobre o seu país”.

Como figuras públicas de destaque, Marina fez várias indicações: “Eu admiro muitos atores internacionais pelos seus filmes que me marcaram, como Johnny Depp, Tom Hanks, Jim Carrey e Adam Sandler. Também admiro o Richard Rasmussen, que é um biólogo que tinha um programa no SBT e eu gostava muito. Cabe citar também muitos autores de livros que marcaram a minha infância, como a Emily Rodda, e ainda outros, como Rick Riordan e George R. R. Martin. Também admiro muito a filosofia de Confúcio”.

Em suas horas de folga, Marina Vivianne gosta de ler, jogar League of Legends no computador, assistir seriados e filmes, e também adora sair com seus amigos. Seu livro favorito atualmente é “As Crônicas de Gelo e Fogo”, mais conhecido como Game of Thrones. Já leu todos os cinco livros – e espera ansiosamente pelo próximo volume. “São os meus preferidos e os maiores que eu já li”. Seu gosto musical é eclético, gosta de Pop, Rock, Eletrônica, MPB, Rap, Reggae.

Motivada a participar do Jovem Senador, Marina Vivianne queria entender melhor o mundo da política: “Eu não sei muita coisa sobre política. Apesar de o assunto estar a todo o momento nas mídias, eu ainda me sinto perdida. Por isso, eu vi o Projeto como uma oportunidade de aprender. Além disso, eu gosto de participar de concursos e Olimpíadas. Ano passado (2015) eu participei das Olimpíadas de Biologia e Química, e este ano (2016) eu passei para a segunda fase das Olimpíadas de Matemática”.

Marina contou com a ajuda da sua professora de português que fez a revisão do texto e teve a orientação do professor de história, Francis Fernando Lobo. “Eu fiquei muito feliz e surpresa com minha classificação. Ainda estou tentando imaginar como a minha redação foi escolhida entre outras três mil. Entre o estado de São Paulo, que tem o maior número de habitantes do país inteiro”.

Escola Técnica Estadual Padre Carlos Leôncio
Endereço: Telefone:
(12) 531578787
Diretor:
Francis Augusto Guimarães
Professor orientador:
Francis Fernando Lobo
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11