Obras paradas serão tema de debates na CTFC, anuncia Rodrigo Cunha

Da Rádio Senado | 28/03/2019, 16h16

O Senado terá um ciclo de debates para identificar o motivo da paralisação de obras públicas, anunciou o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) nesta quinta-feira (28), em Plenário. O ciclo se dará no âmbito da Comissão de Fiscalização, Transparência, Governança e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC).

— Há algo que eu tenho certeza absoluta de que é tão danosa quanto a corrupção: a má utilização dos recursos públicos — afirmou o senador.

Ele apresentou com exemplo a situação das creches. Segundo ele, cerca de 1.700 creches enfrentam esse problema, sendo que 623 obras nem sequer foram iniciadas e mais de 800 estão com a entrega atrasada. Ele lamentou a situação do estado de Alagoas, que tem os piores indicadores sociais e cuja populaçao espera a conclusão das creches prometidas pelo poder público.

O problema pode estar onde? Pode estar na mudança de prefeito, pode estar na falta da prestação de contas. Às vezes até na própria impugnação de algum edital. Vamos chamar o Conselho Nacional de Justiça para tentar sensibilizá-los, para que verifiquem esses casos específicos e possam contribuir, dando celeridade aos processos, não deixando dois anos para uma decisão sair disse.

Para Rodrigo Cunha, a situação prejudica o orçamento familiar, uma vez que membros da família precisam deixar de trabalhar para cuidar da criança que não tem uma creche para ficar durante o dia.

— Quando a gente fala sobre creche, nós estamos falando aqui também sobre as mães. E qual é a situação das mães? Muitas mães não vão trabalhar, porque não têm com quem deixar seus filhos. E isso acaba perpetuando a própria pobreza, a própria miséria, pois isso aconteceu com ela, e o filho vai [acontecer isso] também — afirmou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h43 Orçamento de ministérios: Senado aprovou, em votação simbólica, abertura de crédito suplementar de mais de R$ 615 mi em favor dos Ministérios da Agricultura, da Justiça e da Defesa. O PLN 17/2020, já aprovado pelos deputados, vai à sanção presidencial.
20h41 Derrubado veto a serviços jurídicos sem licitação: Senadores derrubaram veto (VET 1/2020) ao projeto que permite dispensa de licitação para contratação de serviços jurídicos e de contabilidade pela administração pública (PL 4.489/2019). A proposta segue à promulgação.
19h54 Derrubado veto à telemedicina: Os senadores derrubaram veto (VET 6/2020) ao projeto que regula o exercício da telemedicina durante a pandemia de covid-19 (PL 696/2020). Os dispositivos que haviam sido vetados seguem para promulgação.
Ver todas ›