Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Uma frase que gosta: “A maior tragédia na vida não é a morte, mas sim a vida sem propósito” - Myles Munroe

 

Meu perfil...

Ruan Magalhães é desenvolto com as palavras e quer estudar Política e Relações Internacionais. Seu interesse é trabalhar com políticas públicas que promovam o desenvolvimento social em nível internacional e não exclui a possibilidade de seguir carreira como diplomata ou ser professor universitário. “Espero poder crescer, amadurecer enquanto pessoa, à medida que aprendo coisas novas e trabalho para promover qualidade de vida para as pessoas ao meu redor. Meu sonho é conseguir usar a educação como uma ferramenta de transformação social na Amazônia, conectando pessoas dispostas a ajudas com pessoas que necessitem de ajuda”.

Para o Jovem Senador do Pará, os jovens tem um papel fundamental em sua comunidade e ele acredita que a melhor forma de ajudar é se envolvendo e promovendo educação: “Desde os 12 anos, eu trabalho com jovens e adolescentes da igreja do meu bairro, organizando atividades de inclusão social e protagonismo local. Nossas atividades acontecem nas casas, envolvem música, dança teatro, participação em eventos, entre outros. Também estou desenvolvendo um projeto social que trabalhará oferecendo aulas gratuitas de Música e Inglês para adolescentes e crianças em situação de risco, além da realização de palestras e workshops em escolas públicas locais”.

Com um perfil muito próprio, interessado pelas políticas que promovam educação e igualdade social para todos, Ruan já foi selecionado para participar, em 2015, do programa da Embaixada dos EUA, chamado English Immersion USA, que oferece uma semana de imersão em inglês e na cultura americana para alunos de baixa renda, do Ensino Médio público de todo o Brasil. Em janeiro deste ano, foi o único paraense selecionado para representar o Brasil durante o programa de intercâmbio Jovens Embaixadores. O programa seleciona alunos da rede pública, com excelência acadêmica, perfil de liderança, engajamento social e conhecimento de inglês, para passar três semanas nos Estados Unidos, participando de palestras sobre protagonismo jovem, trabalhando em organizações sociais locais e visitando lugares importantes do país, como a Casa Branca e o Capitólio, símbolos da política estadunidense.

Para Ruan, a participação política da juventude deve ser ampla e irrestrita: “Acredito que a nossa geração precisa lutar para garantir aquilo que é nosso por direito, aquilo que nossos pais e avós sofreram para conseguir. Política não deve acontecer trancada nas quatro paredes dos prédios públicos. Pelo contrário, ela deve acontecer nas ruas, nas escolas, nas associações comunitárias, nas redes sociais, etc., de uma forma inclusiva e respeitosa. Política é muito mais que um partidarismo falido. Estamos falando do nosso presente e do nosso futuro, por isso, os jovens devem se envolver e se engajar, com o intuito de escrever uma história diferente para o nosso país nos próximos anos”.

Como figura pública de destaque, Ruan indicou o Presidente Juscelino Kubitschek. “A despeito de circunstâncias desafiadoras, ele deu passos de coragem para tornar possível o progresso dinâmico e o desenvolvimento econômico que o Brasil tanto precisava na época. Mais do que políticas inofensivas, seu governo realizou grandes transformações no cenário nacional, cujos impactos e benefícios permanecem até hoje”.

Em suas horas de folga, gosta de ler, tocar violão e teclado, estar com amigos do grupo da igreja. Sua leitura favorita: a Bíblia. “Não é uma questão de religião, mas a Bíblia aborda mais assuntos do que se pode imaginar, de romances escondidos e conselhos para jovens até golpes políticos de Estado. Desde o início da minha adolescência, desenvolvi minha paixão pela leitura, sobretudo lendo a Bíblia inteira, e posso dizer o quanto eu aprendi com isso”. Também adorou os sete livros da série As Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis. “A narrativa é tão envolvente que li os sete em pouco mais de uma semana. Uma ótima leitura para despertar a criatividade e imaginação”. Ruan ouve música cristã, nacional e internacional, mas o gosto é bem eclético indo de forró, passando pela bossa nova e até ópera.

O Jovem Senador do Pará estuda e trabalha e por isso aproveita ao máximo o tempo junto com sua família. “Minha família é meu porto seguro”. “Meus pais e minha irmã me incentivam sempre ir além e buscar o que eu quero, e, se não fosse por eles, eu não teria conseguido chegar até aqui”.

Sem nunca ter participado do Jovem Senador, Ruan ficou sabendo do Projeto pela amiga Cindyneia Ramos Cantanhede, Jovem Senadora pelo Estado do Maranhão em 2015. “Sempre fui muito interessado em questões políticas e em programas e projetos voltados para a juventude. Logo quando fiquei sabendo, eu decidi que me candidataria no ano seguinte. A oportunidade de representar o estado como um senador e ter contato com o Congresso é muito empolgante!”. Ruan fez sua redação e pediu à direção de sua Escola para viabilizar sua inscrição. Daí, o resultado final só trouxe alegrias: “Eu estava dormindo, no ônibus, voltando do estágio para casa. Minha diretora ligou para dar a notícia. Honestamente, eu não estava esperando. Foi uma surpresa maravilhosa”.

Escola Técnica Estadual Magalhães Barata
Endereço: Telefone:
(91) 32541391
Diretor:
Francisca Missilene Muniz Magalhães
Professor orientador:
Lenilde Andrade Pinheiro
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11