Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Release

Conheça as personalidades que influenciam os jovens senadores deste ano

Para a maioria dos adolescentes, a família e os amigos costumam ser os primeiros modelos a serem seguidos. Após esse círculo inicial de inspiração, outros ícones disputam o coração e a mente dos jovens. Elas são ganhadoras de prêmio Nobel, ativistas contra a destruição do meio-ambiente, artistas, escritoras. Mulheres que inspiram pessoas dos mais diferentes lugares do mundo. Na edição deste ano do Programa Jovem Senador, perguntamos aos vencedores quais seriam as pessoas que os influenciam. As respostas apontaram para personalidades que têm nas suas histórias de vida muito a contribuir com a humanidade.

A artista plástica Frida Khalo, com sua personalidade contestadora e impulsiva, é o exemplo de força e determinação para duas jovens senadoras. Yasmin Stefany Jesus, representante do Mato Grosso do Sul, destaca que “a artista teve sua vida marcada por tragédias e sofrimento, mesmo assim conseguiu alcançar seus anseios e fazer sua voz ser ouvida”. Para ela, “essa grande mulher se tornou uma figura atemporal na representação da luta das mulheres dentro da sociedade ao longo dos anos”. A estudante Camila Antunes Simoni, vencedora do Jovem Senador em Mato Grosso, também tem na artista mexicana uma referência: “ Frida Kahlo, é uma inspiração para mim por sua história de vida e por seus feitos realizados, além de ser um dos maiores símbolos feministas da humanidade”.

Para a jovem senadora do Amazonas, Giovanna Moura Sotelo, a ativista sueca Greta Thunberg se tornou inspiração para muitas pessoas em todo o mundo por sua luta contra o aquecimento global. “A coragem e a determinação com que ela luta por esses direitos me fazem acreditar que juntos podemos melhorar os mais variados fatos críticos para a humanidade”, acrescenta a estudante.

Na lista de influenciadores, a estudante paquistanesa Malala Yousafzai figura entre as inspirações da jovem senadora pernambucana, Monaísa Laís de Sá Souza. “Apesar de viver em uma sociedade em que era imposto às mulheres um certo ‘padrão de vida’, Malala sempre quis ir além, lutando pelo direito à educação das mulheres, proibida pelo regime Talibã”, ressalta a estudante. Chama a atenção de Monaísa o fato de que mesmo após um atentado praticado pelo grupo Talibã, Malala ter continuado a sua luta pela educação e se tornado a pessoa mais jovem a ganhar o prêmio Nobel da Paz, aos 17 anos de idade.

Talvez o nome menos conhecido da lista, e nem por isso irrelevante, seja o da norte-americana Helen Keller. Nascida no Século XIX, desde cedo superou inúmeros desafios impostos pela surdez e pela cegueira e conseguiu se tornar uma das maiores ativistas pelos direitos das pessoas com deficiência no Século XX. Helen foi a primeira pessoa surdo-cega a conquistar um bacharelado e esta é uma das razões que levaram o jovem senador da Bahia, Elber Souza Almeida, a citá-la como uma das personalidades que o influenciam.

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11