Fernando Bezerra destaca avanços da economia no primeiro ano do governo Bolsonaro

Da Redação | 04/02/2020, 17h10

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) listou em Plenário, nesta terça-feira (4), os avanços obtidos pelo governo Bolsonaro na economia. Ele destacou o aumento dos investimentos, a redução da dívida pública, a criação de 640 mil empregos com carteira assinada, sublinhando ainda as menores taxas de juros e de inflação da história.

— O desemprego recuou para 11% entre outubro e dezembro do ano passado, a menor taxa do período desde 2015, segundo dados do IBGE. Já os investimentos públicos somaram R$ 56 bilhões, aumento de 6% em relação a 2018. Os resultados positivos também foram observados na trajetória da dívida pública. Em 2019, o endividamento do Brasil recuou pela primeira vez nos últimos seis anos. A estimativa, é de que o país economize R$ 400 bilhões com o pagamento de juros da dívida até 2022 — afirmou o senador,

Líder do governo no Senado, o parlamentar afirmou que o Congresso é copartícipe nessas ações, por ter aprovado reformas prioritárias de ajuste fiscal para o Brasil. Na sua opinião, o ajuste fiscal é decisivo para o equilíbrio das contas públicas, permitindo a retomada dos investimentos, a geração do emprego e o crescimento econômico.

Fernando Bezerra disse também que, ao organizar as contas públicas, o governo abre espaço no Orçamento da União para alocar mais investimentos em habitação, hospitais, postos de saúde, escolas, estradas e obras de saneamento.

— Só assim construiremos um país mais igualitário, mais fraterno e mais solidário. E tenho certeza, acrescentou, que o Congresso Nacional, mais uma vez, dará a sua contribuição para o reencontro do Brasil com a sua trajetória de desenvolvimento — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h27 Transporte exclusivo para cuidadores: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.178/2020, que prevê transporte exclusivo para cuidadores de pessoas com deficiência, de portadores de doenças raras e de idosos durante a pandemia. A matéria segue para a Câmara.
19h57 Dívidas rurais: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.543/2020, que prorroga o vencimento de dívidas rurais de agricultores familiares. A matéria segue para a Câmara.
17h53 Cessão de leitos para o SUS: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.324/2020, que obriga hospitais privados a ceder leitos desocupados para tratar pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com a covid-19. A matéria segue para a Câmara.
Ver todas ›