Ministro do Planejamento defende continuidade das votações das reformas

27/06/2017, 21h14 - ATUALIZADO EM 01/03/2018, 15h21

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que a situação fiscal é "gravíssima" e defendeu a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária em  audiência pública na Comissão Mista de Planos, Orçamento Público e Fiscalização (CMO), nesta terça-feira (27), para prestar esclarecimentos sobre o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 encaminhado pelo governo ao Congresso. O presidente da CMO, senador Dário Berger (PMDB-SC), declarou que a comissão analisará "com serenidade" as diferenças de números sobre o deficit da Previdência, apresentados à CPI que examina as contas do INSS. Ele admite que se confirmadas as diferenças, “elas são bastante devastadoras na construção da peça orçamentária”.

A reportagem é de Carlos Penna Brescianini, da Rádio Senado.



Opções: Download