Humberto Costa cobra início do pagamento de auxílio emergencial de R$ 600

Da Rádio Senado | 01/04/2020, 16h12

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou, em pronunciamento via internet, que o governo deve deixar de lado sua "postura chantagista" com o povo e tomar providências para iniciar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 às pessoas de baixa renda, já aprovado pelo Congresso Nacional.

— Antes de mais nada, é preciso que o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancione o projeto que criou o auxílio — disse o senador.

Para Humberto, é preciso refutar a afirmação do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, de que o governo não tem meios para iniciar o pagamento antes de 16 de abril. Segundo o senador, a estrutura que garante o repasse de dinheiro do Bolsa Família, além do Cadastro Único, pode ser utilizada para esse fim. Ele argumentou ainda que o país tem recursos, ao contrário do que declarou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

 Eu próprio apresentei ao Senado Federal o PL 875/2020, projeto que autoriza o governo a utilizar os recursos do superávit financeiro das fontes de recursos existentes no Tesouro Nacional em 31 de dezembro de 2019, e que somam mais de R$ 1,3 trilhão . Portanto, é mentira que não haja fontes de recursos.

Humberto Costa ainda defendeu a aprovação do PL 873/2020, projeto que estende o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 aos motoristas de aplicativo, aos taxistas, aos artistas e outras pessoas que atuam na área cultural.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h27 Transporte exclusivo para cuidadores: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.178/2020, que prevê transporte exclusivo para cuidadores de pessoas com deficiência, de portadores de doenças raras e de idosos durante a pandemia. A matéria segue para a Câmara.
19h57 Dívidas rurais: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.543/2020, que prorroga o vencimento de dívidas rurais de agricultores familiares. A matéria segue para a Câmara.
17h53 Cessão de leitos para o SUS: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 2.324/2020, que obriga hospitais privados a ceder leitos desocupados para tratar pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com a covid-19. A matéria segue para a Câmara.
Ver todas ›