‘Jovem senadora’ de 2009 se forma em jornalismo pela UnB

Da Comunicação Interna | 21/12/2018, 10h14 - ATUALIZADO EM 26/04/2019, 17h05

Selo_Jovem_SenadorO Programa Jovem Senador vai além de reflexões sobre política, democracia ou exercício da cidadania. Para vários vencedores do concurso de redação, a experiência tem contribuído para a escolha de uma carreira. É o caso da jornalista Denise Oliveira, estudante premiada no concurso de 2009.

— Eu já gostava de escrever e participar do certame influenciou não só na escolha da minha profissão, como também durante toda a minha jornada profissional — afirma.

À época, Denise tinha 17 anos e estava terminando o ensino médio.

— Foi uma fase de muitas ambições e estava pesquisando possíveis áreas para prestar vestibular. Paralelo a isso, já estava inscrita no concurso de redação do Programa Jovem Senador — lembra.

Denise foi premiada com o 2° lugar, cujo tema foi “Muito prazer, sou cidadão de uma República chamada Brasil”. O texto trouxe reflexões sobre a vida, a luta e os sonhos do trabalhador brasileiro, intitulando-o de “Terra de mil cicatrizes”.

— Tenho orgulho dessa conquista, especialmente porque se trata de um concurso em nível nacional, que conta com estudantes brilhantes. Eu era apenas mais uma aluna de escola pública que vivia muitas dificuldades. Então, esse reconhecimento foi, sobretudo, um estímulo para continuar perseguindo meus sonhos. Por meio dele, tive certeza de que tudo que desejamos é possível realizar, sob qualquer condição — afirma.

Em menos de um ano, a estudante foi aprovada no vestibular da Universidade de Brasília.

— Na busca por estágios, costumava enfatizar a premiação no meu currículo, o que me ajudou a conseguir trabalho em grandes empresas. Hoje, sou produtora da Rádio Nacional, na Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), e, por lá, as pessoas também me reconhecem como a garota vencedora do concurso de redação — declara, sorrindo.

Além da experiência nos bastidores do Congresso Nacional, sugerindo projetos de lei e participando dos processos legislativos, Denise também foi premiada com um notebook pelo Programa Jovem Senador, que há dez anos a acompanha.

— Eu ainda o tenho. Para mim esse notebook tem valor simbólico, representa esforço e esperança. Antes de ganhá-lo, não tinha um computador, então, todas as vezes que precisava estudar, tinha que me deslocar para uma lan house. Ele me auxiliou durante todo o período de graduação, inclusive foi com ele que preparei meu projeto final de curso, o TCC — afirma.

A jornalista salienta a importância do Programa Jovem Senador para os demais participantes.

— É um programa que contribuiu para reflexões e senso crítico do estudante a respeito do próprio país, além de ser um estímulo para a leitura. Boa parte dos jovens que participaram do concurso comigo e que são meus amigos seguiu com carreiras ligadas a escrita, como advogados e professores — conclui.

Sobre o programa

O Programa Jovem Senador já está em sua 11ª edição. É voltado para a educação política dos jovens, como parte da Política de Responsabilidade Social do Senado. Neste ano, teve 190 mil redações inscritas, com a temática dos 30 anos da Constituição federal.

O concurso foi criado em 2008 a fim de dar oportunidade a 27 estudantes com idade até 19 anos e do ensino médio de escolas públicas estaduais, a vivenciarem o processo legislativo brasileiro. Os estudantes, um de cada unidade dos Estados Federativos do Brasil e o Distrito Federal, são selecionados por meio de concurso anual de redação.

A iniciativa é da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Secretaria-Geral da Mesa (SGM), Consultorias Legislativa e de Orçamento e Diretoria-Geral (DGer). O concurso é planejado, coordenado, executado e avaliado pela Secom, por meio da Secretaria de Relações Públicas, Publicidade e Marketing.

Se aprovadas, as propostas feitas pelos jovens senadores são encaminhadas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e, se receberem o voto favorável, tramitam no Congresso Nacional. Desde sua primeira edição, já foram apresentadas 48 sugestões legislativas e 39 estão em tramitação. Quatro desses projetos já foram aprovados no Senado e estão em debate na Câmara dos Deputados.

Saiba mais sobre o programa em: https://www12.senado.leg.br/jovemsenador .

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)