‘Jovens senadores’ inauguram exposição com redações vencedoras

Da Comunicação Interna | 19/11/2018, 18h31 - ATUALIZADO EM 20/11/2018, 12h18

Selo_Jovem_Senador_2018.jpgOs estudantes classificados para o programa Jovem Senador 2018 chegaram a Brasília na manhã desta segunda-feira (19). Antes de receberem as boas-vindas, eles abriram a exposição das 27 redações vencedoras desta edição do projeto, no Espaço Ivandro Cunha Lima. Todos estavam acompanhados dos professores que os orientaram na produção dos textos.

Classificada em primeiro lugar, Lanielle Lorane de Sá Andrade, de Monsenhor Hipólito (PI), disse que a sensação de chegar ao Senado é "indescritível".

— A gente só sabe quando chega aqui. Vai ser uma semana muito produtiva e cansativa, mas que valerá a pena — afirmou.

Matheus Moura Carabolante, de São Francisco (SP), comentou que se surpreendeu ao saber que foi o segundo colocado no concurso de redação.

— Quando a gente tem dedicação e se empenha bastante, junto com toda a escola, colhemos os resultados. Só tem gente maravilhosa aqui e isso nos empolga bastante — ressaltou.

Luana Coutinho da Silva, de Igarapé-Açu (PA), que conquistou o terceiro lugar, relatou que suas expectativas para esta semana são altas. Segundo ela, seu objetivo é apresentar alguma proposta voltada para o meio ambiente.

— É muito bom estar aqui em Brasília como jovem senadora. Pretendo propor mudanças na legislação que trata do tratamento de esgoto — afirmou.

Herivelto Ferreira, coordenador de Eventos do Senado, ressaltou que as ideias apresentadas pelos estudantes podem virar projetos de lei.

— O diferencial do Jovem Senador, em relação a outros projetos de empoderamento juvenil, de conscientização e de democratização, é [que propostas podem] tramitar de verdade na Casa. Eles discutem, relatam e votam. Se aprovados pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), [suas propostas] tramitarão como projetos de lei — observou.

Posse

Na terça-feira (20), às 11h, eles tomarão posse como jovens senadores, quando participarão de solenidade no Plenário do Senado. Em seguida, elegerão a Mesa Jovem, formada pelo presidente, vice-presidente e secretário. Todos eles podem se candidatar, e os três escolhidos terão a responsabilidade de conduzir os trabalhos legislativos desta edição do projeto.

Ainda nesta terça-feira, os estudantes assistirão a uma palestra sobre o portal e-Cidadania, instrumento de interatividade que tem o intuito de aproximar os cidadãos do processo legislativo. Também participarão da visitação institucional ao Congresso Nacional e conhecerão a exposição sobre os 30 anos da Constituição. Durante a semana, estão previstas ainda atividades de lazer como ida ao cinema e visitas a pontos turísticos de Brasília como a Catedral Metropolitana e o Palácio do Itamaraty.

Redações

O Jovem Senador é um projeto anual que seleciona, por meio de um concurso de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais, com idade até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores em Brasília. Várias sugestões legislativas apresentadas pelos estudantes já foram convertidas em projetos de lei e tramitam nas comissões do Senado.

Entre os destaques desta edição do programa está a participação recorde de alunos: foram 190 mil redações inscritas, com a temática dos 30 anos da Constituição federal, entre as quais foram selecionadas as 27 vencedoras — uma de cada estado da Federação.

O projeto é voltado para a educação política dos jovens, como parte da política de responsabilidade social do Senado, e conta com a parceria do Ministério da Educação e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Também apoiam a iniciativa as secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)