Regina Sousa pede mobilização contra a proposta de reforma da Previdência

Da Redação e Da Rádio Senado | 07/02/2018, 15h42 - ATUALIZADO EM 08/02/2018, 08h25

A senadora Regina Sousa (PT-PI) registrou nesta quarta-feira (7) a realização, pela manhã, de uma audiência pública realizada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), que debateu os resultados da CPI da Previdência. Ela criticou a proposta, que tramita na Câmara, e observou que a reforma sofreu mais uma mudança, retirando os trabalhadores rurais das novas regras de aposentadoria.

Para Regina, os agricultores não devem se desmobilizar, pois ainda tramita na Câmara dos Deputados um projeto que permite pagamento com comida e moradia a quem trabalha no campo.

A senadora criticou pontos da reforma previdenciária como a idade mínima para aposentadoria. Para ela, a proposta é sem sentido, pois a regra atual, chamada de 85/95, atingirá a idade mínima proposta por Temer em 2027.

Regina Sousa também lamentou que o governo gaste "rios de dinheiro" tentando fazer o povo acreditar que a reforma é boa, ao mesmo tempo em que promove um Refis perdoando devedores do INSS.

— Então a gente só pode deduzir que é para satisfazer o mercado, quem está cobrando isso dele [Temer] é o mercado. E aí o governo se submete a um vexame, para atender ao mercado ele se submete ao vexame de ir ao programa do Silvio Santos distribuir dinheiro. 'Quem quer dinheiro', que absurdo é aquele? Que vergonha pra esse país.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)